28 de novembro de 2020
Campo Grande 36º 23º

PROTESTOS

'Somos Democracia' encontrará Maia para pedir impeachment de Bolsonaro

Caravanas de torcedores sairão de São Paulo, Goiás e Bahia para se manifestar em Brasília

O movimento Somos Democracia, formado por membros de torcidas organizadas, marcou seu próximo grande protesto para Brasília, no domingo (21). O grupo vem se manifestando desde maio em São Paulo contra o governo federal. Caravanas de torcedores sairão de São Paulo, Goiás e Bahia para se manifestar na Esplanada dos Ministérios.

A ideia dos organizadores é encontrar o presidente da Câmara Rodrigo Maia (DEM-RJ) no dia seguinte e entregar a ele uma carta em que as torcidas pedem o impeachment de Jair Bolsonaro (sem partido).

"Vamos apresentar nosso repúdio em relação ao governo e pedir ao presidente da Câmara para desengavetar um dos pedidos de impeachment. Esse camarada precisa ser afastado", afirmou Alex Minduim, presidente da Anatorg (Associação Nacional das Torcidas Organizadas) e um dos líderes do Somos Democracia.

Hoje, existem mais de vinte pedidos de impedimento de Bolsonaro aguardando a apreciação de Maia.

Segundo Minduim, torcedores de 17 estados farão parte de uma mobilização inédita no próximo domingo. Três ônibus e ao menos sete carros particulares levando torcedores sairão de São Paulo rumo a Brasília. Outros torcedores irão de avião. O protesto também terá participação da sub-sede de Brasília da Gaviões da Fiel, maior organizada do Corinthians.

Por causa da pandemia do novo coronavírus, os coletivos sairão com metade da lotação. Caravanas do Rio Grande do Sul e do Rio de Janeiro foram abortadas. O Somos Democracia orienta que torcedores que não puderem ir à capital federal façam manifestações em suas cidades, respeitando as regras de distanciamento social.

Membros de torcidas organizadas já foram às ruas em Brasília em um protesto no último dia 7. Na ocasião, o ato teve adesão de movimentos sociais como o movimento negro, feministas e antifascistas. Um cordão de isolamento foi montado para evitar o encontro com grupo de apoiadores do presidente Bolsonaro.

Fundado em maio, o Somos Democracia ficou conhecido por articular os primeiros grandes protestos de rua contra o governo federal após a chegada do novo coronavírus ao Brasil. Iniciado por membros da Gaviões da Fiel, o coletivo depois teve a adesão de torcedores de outros clubes e hoje afirma ter representantes em 17 estados.