19 de junho de 2024
Campo Grande 22ºC

MS DAY

Em Nova Iorque, governo Riedel destacará potencial econômico de MS

A- A+

O governo de Eduardo Riedel (PSDB) realizará o MS Day Internacional, de 12 a 17 de maio em Nova Iorque (EUA).  

Segundo o Executivo Estadual, o evento dará visibilidade ao crescimento econômico acima da média nacional e a diversificação da matriz econômica do estado.   

Em coletiva realizada na 2ª.feira (6.mai.24), o governador Eduardo Riedel e o presidente da Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul (Fiems), Sérgio Longen, compartilharam detalhes sobre a economia atual do estado e os objetivos do evento em solo norte-americano.

Pelo anúncio, a gestão estima investimento R$ 33 bilhões somente em 2024 e, espera-se a criação de 14,5 mil novos empregos diretos na indústria de transformação até 2028. Os números expressivos serão usados para destacar as oportunidades de investimento em Mato Grosso do Sul durante o evento. "Estamos recebendo muita ligação, muito interesse de grupos empresariais querendo vir aqui. Em Nova Iorque, vamos ter a oportunidade de sentar com executivos dessas principais empresas", afirmou Riedel.

A preparação para o MS Day envolveu quatro meses de trabalho, incluindo reuniões com instituições financeiras, fundos de investimento, empresários globais e câmaras de comércio. Os projetos apresentados se concentrarão principalmente nas áreas de meio ambiente e infraestrutura, como rodovias e ferrovias.

Além disso, a sustentabilidade será um tópico importante durante o evento. O governador destacou projetos relacionados ao meio ambiente, como a recente Lei do Pantanal e a criação de um Fundo do Pantanal.

Outras áreas que podem atrair investimentos incluem o cultivo de laranja, o processamento de grãos e o avanço da cadeia de produção de celulose para a fabricação de produtos como papel e embalagens dentro do estado. O setor de energia renovável também está em destaque, com oportunidades no biogás e na bioeletricidade.

Riedel enfatizou que o ambiente econômico favorável é resultado da confiança estabelecida com os empresários, baseada em transparência e investimentos significativos em infraestrutura e educação.

O vice-governador José Carlos Barbosa, conhecido como Barbosinha, ressaltou a importância de atrair investidores e compartilhar experiências de sucesso para impulsionar o crescimento econômico sustentável do estado.

O MS Day teve sua primeira edição em agosto do ano passado em São Paulo, quando conquistou mais de R$ 5,5 bilhões em novos investimentos para o estado. Entre os investimentos captados está a indústria Inpasa em Sidrolândia, que já está em construção e empregará cerca de 2 mil pessoas quando concluída.

INDÚSTRIA DE MS

• Participação da indústria no PIB estadual: R$ 25,5 bilhões (2021 – último ano com dados oficiais disponíveis)

• Trabalhadores formais diretamente empregados: 159 mil

• Participação da indústria em relação ao emprego formal (CLT): 2º lugar, com 24% de participação

• Massa salarial da indústria em 2023: R$ 6,1 bilhões

• Salário nominal médio da indústria: R$ 3.262,00

• Empresas industriais ativas: 7,3 mil

• Receita com exportações em 2023: US$ 5,6 bilhões

• Mais de 130 países compram da indústria sul-mato-grossense

• Crescimento da indústria de transformação em Mato Grosso do Sul nos últimos 15 anos: 921%

• Mais de R$ 60 bilhões em investimentos na ampliação ou construção de novas fábricas, com potencial de geração de 12,5 mil novos empregos até 2028

Segmentos industriais que mais empregam em Mato Grosso do Sul

1º - Frigoríficos e produtos de carne - 34.959 empregados em 151 empresas

2º - Indústria da construção - 33.614 empregados em 3.273 empresas

3º - Indústria sucroenergética - 20.430 empregados em 17 empresas

4º - Indústria metalmecânica - 12.745 empregados em 1.190 empresas

5º - Indústria de alimentos, bebidas, laticínios e panificação - 12.199 empregados em 653 empresas

6º - Serviços industriais de utilidade pública - 8.030 empregados em 316 empresas

7º - Indústria de celulose, papel e produtos de papel - 7.138 empregados em 33 empresas

8º - Confecção, vestuário e têxtil - 5.148 empregados em 315 empresas

Demais atividades industriais - 21.563 empregados em 1.437 empresas