13 de junho de 2021
Campo Grande 25º 11º

Tentativa de Alceu Bueno de abrir CPI conta Olarte levanta suspeita da classe política

Muitos desconfiam dos reais motivos do vereador em tentar promover CPI

A- A+

O vereador Alceu Bueno, até então aliado do prefeito de Campo Grande Gilmar Olarte (PP) anunciou esta semana que pretende instaurar uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito)  contra Olarte assim que for inciado o trabalho Legislativo na próxima terça-feira.

O motivo, segundo Bueno, é investigar o suposto gasto excessivo da prefeitura com folha de pagamento. No entanto, Alceu, conforme suspeitam alguns colegas da Casa, pode estar mais é querendo se promover as custas de Olarte, sem mensurar o prejuízo que isso pode acarretar à imagem do prefeito. Até porque as denúncias publicadas na imprensa apontam que prefeitura pode ter gasto 53,78% do orçamento com folha de pessoal, o que, mesmo se comprovado, ainda não chega ao limite permitido por lei que é de 54%.

Alceu, no entanto, defendia Olarte tempos atrás na mesma época em que foi descoberto que o vereador ocupava ilegalmente uma área pública sem autorização e não possuía licença ambiental para operar com o Depósito Bueno. Depois de ter sido acusado pelo MPE (Ministério Público Estadual) por crimes ambientais, Bueno, se tornou grande defensor de Olarte publicamente.

Agora, que conseguiu regularizar sua situação, contando inclusive com boa vontade do prefeito no intuito de garantir que a lei e determinação do MPE fosse cumprida, Alceu pode estar se voltando contra Olarte, pois uma CPI poderia desgaste o prefeito. vale lembrar que, por rigor de lei, não há ainda fundamento para ser iniciada a Comissão.

Esta, no entanto, não é a primeira ação que desperta suspeitas do vereador. Em 2012,Alceu foi descoberto "vendendo"o PSL, partido que preside. Era ano de eleições municipais, e o vereador, "cobrava R$ 10 mil", segundo áudio, de cada um que desejasse se filiar no PSL e de membros do partido que manifestaram vontade de formar coligações com outras siglas. A cobrança ocorreu em municípios do interior como Itaporã e Iguatemi. O caso foi parar na executiva nacional do partido.

Segue abaixo link com áudios que comprovam esquema de cobrança de Alceu de Bueno 

http://www.douradosnews.com.br/base/www/douradosnews.com.br/media/attachments/116/116/4feb551dbd6e4d648496bc969f6c4f5ed3ffe055b89dc_psl-gra-1.mp3

http://www.douradosnews.com.br/base/www/douradosnews.com.br/media/attachments/112/112/4feb4b531017645617203e721879f6a3cd576a0ce5ef2_062519231000.mp3

http://www.douradosnews.com.br/base/www/douradosnews.com.br/media/attachments/114/114/4feb4ce792729dcfa0dadec62b3fdba4f8084b7ec9e17_anotacao-de-voz-00007-20120625-1013.mp3

http://www.douradosnews.com.br/base/www/douradosnews.com.br/media/attachments/116/116/4feb551dbd6e4d648496bc969f6c4f5ed3ffe055b89dc_psl-gra-1.mp3