12 de junho de 2021
Campo Grande 25º 14º

Última hora: no dia da eleição candidato consegue direito de resposta sobre ele e Petrobras

A- A+

"Antes tarde do que nunca", é o que devem estar pensando os petistas de Mato Grosso do Sul. No dia da eleição, o candidato a governo do Estado Delcídio do Amaral (PT) conseguiu publicar na primira página do caderno de política de um dos principais jornais de Mato Grosso do Sul, seis direitos de resposta sobre matérias veiculadas pelo diário acerca de seu suposto envolvimento no escândalo da Petrobras.

Foram seis respostas publicadas, entre elas: "Delcídio do Amaral não teve nenhuma participação na compra da refinaria de Pasadena"; "Não existe investigação da Polícia Federal contra Delcídio do Amaral"; "Delcídio do Amaral não foi responsável por dar treinamento a nenhum depoente da CPI da Petrobras".

O candidato não tardou em publicar a edição em questão nas suas redes sociais na tentativa de convencer os eleitores indecisos diante da incerteza de seu envolvimento ou não no caso e também de reverter a decisão de alguns, que podem ter se influenciado pelas informações veicualdas sobre o caso. A dúvida que fica no ar é se Delcídio terá tempo de reverter o quadro atual e em poucas horas desfazer uma imagem construída em quase três meses.

Heloísa Lazarini