24 de novembro de 2020
Campo Grande 35º 21º

JUSTIÇA

Vaza Jato: Hacker de Moro guardou acervo de conversas inéditas

Thiago Eliezer dos Santos tenta fechar um acordo de delação premiada

O hacker Thiago Eliezer dos Santos guardou um acervo de conversas inéditas envolvendo integrantes da Operação Lava-Jato. A informação é do jornal O Globo.

Ele é apontado como um dos líderes do grupo que atuou na invasão do aplicativo Telegram do telefone celular do ex-ministro da Justiça Sergio Moro e de procuradores da operação.

De acordo com a publicação, Eliezer tenta fechar um acordo de delação premiada na investigação da Operação Spoofing.

O material está sendo analisado pela Polícia Federal, que irá avaliar se existem elementos suficientes para justificar a assinatura de um acordo de colaboração com o hacker.

Caso o acordo seja assinado, ele ainda precisaria ser homologado pela Justiça para se tornar válido.

Procurada, a defesa de Eliezer, representada pelos advogados Fabrício Martins Chaves Lucas e Luis Gustavo Delgado Barros, afirmou que não poderia se manifestar sobre o assunto. Disse ainda que protocolou um pedido junto ao Supremo Tribunal Federal (STF) pedindo que a PF forneça cópia da documentação do pré-acordo de colaboração assinado pelo seu cliente e que aguarda o desfecho da questão.

*Informações jornal O Globo