25 de maio de 2024
Campo Grande 13ºC

VÍDEOS BOLSONARISTAS

Vídeo: "Matem todos, inclusive as mulheres grávidas", incita pastor bolsonarista

Ameaças foram feitas em um carro de som, em frente ao Comando Militar do Nordeste, onde há golpistas acampados

A- A+

Na 2ª.feira (14.nov.22), em Recife, capital de Pernambuco, um bolsonarista autodeclarado “pastor evangélico” e “capitão”, utilizou passagens bíblicas para incitar o assassinato de eleitores do PT e do PSOL, inclusive de mulheres grávidas.

No começo do vídeo, é possível ouvir uma pessoa dizendo que está no bairro do Curado, na Zona Oeste do Recife, local onde fica a sede do Comando Militar do Nordeste (CMNE) e que tem reunido manifestantes que defendem pautas antidemocráticas desde 1º de novembro.

Fantasiado de militar, o apoiador do chefe do Executivo que discursou para manifestantes presentes em um ato golpista ainda não foi identificado. O bolsonarista também comparou os eleitores do PT e do PSOL a “demônios”.

“Na Bíblia, em I Samuel, fala que Deus mandou que Samuel fosse até Saul e ungisse Saul como rei. E Ele disse a Saul: ‘ataque a malequita e mate todos inclusive as mulheres grávidas, transpasse a barriga com a espada, porque ali está o filho do demônio’”, afirmou.

“Nós temos que entender que esse povo do PT e do PSOL que vier para a rua são filhos do demônio. Eu sou um pastor, sou um capelão, sou um capitão. Sou armamentista e vou pegar em armas, porque esses demônios, vou matar todos eles”. Eis o vídeo:  

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) confirmou que a gravação foi feita em frente ao CMNE, às margens da BR-232, no Curado. Segundo a corporação, as imagens teriam sido gravadas na segunda-feira (14.nov.22). A PRF declarou, nesta quinta (17), que estava levantando informações para encaminhar o caso para o Ministério Público Federal (MPF).

Apesar de apurar o caso, a PRF disse que as investigações devem ficar por conta da Polícia Judiciária. O g1 questionou à Polícia Federal e à Polícia Civil de Pernambuco se estavam investigando o caso, mas não recebeu resposta até a última atualização desta reportagem.

g1 entrou em contato com o CMNE para saber se a farda que o homem aparece usando no vídeo é do Exército. Caso seja, solicitou que a instituição informe o nome, a idade, a patente dele, se está na ativa ou reformado e que punições pode receber por causa das ameaças feitas na gravação. As informações solicitadas não chegaram até a última atualização desta reportagem.

A deputada estadual eleita pelo PSOL Dani Portela foi uma das que compartilhou o vídeo nas redes sociais. "É preciso frear a violência política. Quem comete esse tipo de crime precisa ser responsabilizado", escreveu no Twitter.

O senador Humberto Costa (PT) também pediu, nessa rede social, punição pelo discurso de ódio. "Um senhor ameaça matar militantes do PT e do PSOL e é aplaudido no final pelos golpistas. É preciso punir os que agridem o povo brasileiro e a nossa democracia", declarou.