19 de maio de 2024
Campo Grande 18ºC

ESPORTES

Aos 22 anos, filho do 'Esquerdinha' campo-grandense estreia na série A do Paulistão

Da escolinha Alto Rendimento na Vila Margarida para o clube paulista

A- A+

O sul-mato-grossense Guilherme Miranda Madruga Gomes, conhecido apenas como Guilherme Madruga, de 22 anos, estreou como Volante no clube Botafogo na Série ‘A’ do Campeonato Paulista de 2023 (Paulistão), que teve início em 15 de janeiro e encerrará em 9 de abril.    

Guilherme é filho de Genildo Mendes, de 53 anos, mais conhecido pelo apelido ‘Esquerdinha’, que fez sucesso no futebol amador campo-grandense na década de 90. O pai não jogou profissionalmente, mas é uma das principais inspirações para o filho. "Meu pai é o meu maior apoiador, viemos de baixo e mesmo com as dificuldades, não se deixou abalar. A força de vontade dele me inspira e me faz correr ainda mais atrás dos meus objetivos", considerou o atleta em entrevista ao MS Notícias.  

Natural de Campo Grande e criado em São Gabriel do Oeste (MS), Guilherme contou que desde seu primeiro ano de vida era levado aos campos de futebol sob forte influência do pai e da sua mãe, Jurcenei Madruga, de 52 anos, que lhe deu várias bolas de futebol na adolescência.

Fotos: ReproduçãoFotos: Reprodução

A bola também foi um objeto elo que fortaleceu a amizade de Guilherme com o irmão mais velho, Gustavo Gomes, de 24 anos. "Jogávamos futebol desde pequeno, apesar dele ser dois anos mais velho, eu joguei muitas vezes na categoria dele, e após iniciarmos nessa profissão a união aumentou, começamos em clubes pequenos, então a força que um passava para o outro era essencial", revelou Guilherme.  

A família do Volante botafoguense era apaixonada por futebol e isso levou o garoto sul-mato-grossense a buscar seu espaço nos campos. Ele iniciou no esporte criança e com o porte físico e habilidade destacada, aos 13 anos, foi morar com os avós em Campo Grande em busca de mais oportunidades. Na capital ele desenvolveu suas habilidades na Escolinha de Futebol Alto Rendimento, na Vila Margarida.

Guilherme ficou um ano na Capital e para sua surpresa, foi em São Gabriel do Oeste em agosto de 2015, ao participar de um amistoso chamado “Jogo das Lendas”, entre atletas do Corinthians e Internacional, que contava com presença de Marcelinho Carioca, Biro Biro e Índio, que o jovem Guilherme causou uma “boa impressão” e surgiu um convite para ele ir disputar seu espaço na Capital paulista.

“O Jogo das Lendas foi importante, consegui fazer um bom jogo, mesmo sendo o mais novo na ocasião... E isso chamou atenção dos ex-jogadores profissionais que estavam presentes. Após o jogo, conseguimos conversar com eles e, na época, pegamos o contato do Marcelinho Carioca”, disse. 

Fotos: ReproduçãoFotos: Reprodução

Enquanto aconteciam as conversas para ida de Guilherme ao Sudeste, ele disputou o Campeonato Estadual defendendo a camisa do São Gabriel. “Não joguei em nenhum clube de renome no Estado: no período que morei em Campo Grande, treinei na escolinha de futebol Alto Rendimento, apenas. Em MS, eu joguei o Estadual pelo time de São Gabriel do Oeste, em 2011, na época sub-13, categoria acima da minha idade”, lembrou.

As tratativas da ida para São Paulo na época não avançaram, mas Guilherme conseguiu espaço para atuar no sub-15 da Associação Esportiva e Recreativa Usipa, um dos maiores centros de formação desportiva do Brasil, que fica em Ipatinga (MG). Enquanto esteve lá, Guilherme disputou o campeonato mineiro.

Em 2012, o atleta retornou para São Paulo, onde jogou por José Bonifácio e dividia os treinos com seu irmão que também tentou carreira, mas teve que encerrar precocemente devido a uma grave lesão. Guilherme, porém, seguiu em busca do sonho de viver dos campos. Naquele ano, foi transferido para o Desportivo Brasil-SP, time em parceria com Shandong Luneng da China, lugar que disputou diversos campeonatos de base e profissional: Campeonato Paulista sub 17, Campeonato Paulista sub 20, Copa São Paulo Junior, Campeonato Paulista série A3, Copa Paulista e Weifang Cup China, clube também onde se tornou a joia do clube e a promessa da temporada.

Fotos: ReproduçãoFotos: Reprodução

Em novembro de 2019, Guilherme foi cotado no time chinês Shandong Luneng e ficou um período por lá, treinando com o Roger Guedes, Moisés (ex-Palmeiras) e o jogador belga Fellaini, mas devido a COVID-19, a transferência não ocorreu.

Os anos se passaram e atualmente, na janela de transferência de fim do ano de 2022, Guilherme Madruga, ingressou no elenco do Botafogo de Ribeirão Preto para jogar o Campeonato Paulista série 'A 2023', no Grupo A: Santos, Bragantino, Botafogo e Inter de Limeira.

Guilherme entrará em campo no próximo dia 5 de março, quando o Botafogo encara o Bragantino, em casa, no Estádio Santa Cruz em Ribeirão Preto (SP). Ambos os clubes têm 14 pontos na tabela, mas o Botafogo tem o saldo de 1 gol. "Sabemos que é um jogo importante e contra uma grande equipe, mas estamos positivos, tenho confiança no nosso grupo e estamos trabalhando forte para sair com a vitória", completou o jogador.  

As 16 equipes da 12ª rodada se enfrentam às 16h de Brasília em 5 de março. Eis a íntegra do chaveamento.

OS GRUPO

O Campeonato Paulista tem 16 clubes participantes divididos em quatro grupos:

  1. Grupo A: Botafogo-SP, Bragantino, Inter de Limeira e Santos;
  2. Grupo B: Água Santa, Guarani, Mirassol e São Paulo;
  3. Grupo C: Corinthians, Ferroviária, Ituano e São Bento;
  4. Grupo D: Palmeiras, Portuguesa, Santo André e São Bernardo.

Os times acima disputam a taça do Paulistão em 4 fases:

  • Fase de grupos (12 rodadas): 14 de janeiro a 5 de março;
  • Quartas de final (jogo único): 11 e 12 de março;
  • Semifinais (jogo único): 18 e 19 de março; e,
  • Final (ida e volta): 2 a 9 de abril

*Com Correio do Estado.