20 de abril de 2021
Campo Grande 32º 19º

ESPORTE

Morre Alejandro Sabella, técnico finalista da Copa do Mundo de 2014

Comandante do time argentino no Mundial do Brasil tinha 66 anos

O ex-técnico e ex-jogador argentino Alejandro Sabella morreu, aos 66 anos, na tarde desta terça-feira (8). Ele sofria de uma doença cardíaca grave desde 2015 e estava internado desde o último dia 26 de novembro. Há dois anos, passou ainda por uma quimioterapia para tratar um câncer na laringe.

 

 

Sabella iniciou a carreira de jogador em 1974, no River Plate. Jogou ainda pelo Sheffield United e Leeds United, na Inglaterra, Estudiantes, Grêmio, Ferro Carril e encerrou a carreira como jogador no México, atuando pelo Irapuato. No Tricolor gaúcho, o meio-campista ficou entre os anos de 1985 e 1986 e foi duas vezes campeão gaúcho. Pelas redes sociais, o Grêmio lamentou a morte de Sabella.

 

 

Após pendurar as chuteiras, se tornou assistente técnico de Daniel Passarella no River Plate. A dupla trabalhou no Millonario, na Colômbia, nas seleções da Argentina e do Uruguai, no italiano Parma, no mexicano Monterrey e no Corinthians. Como treinador, Sabella foi campeão da Libertadores de 2009 e do Torneio Abertura de 2010 pelo Estudiantes, clube que defendeu entre 2009 e 2011. A equipe de La Plata também se despediu do ex-treinador pelas redes sociais.

 

 

Ele comandou ainda a equipe nacional da Argentina entre 2011 e 2014 e foi o técnico da equipe durante a Copa do Mundo de 2014, no Brasil. Naquela competição o time argentino, com Messi, foi derrotado apenas na final no Maracanã para a Alemanha, por 1 a 0, na prorrogação. Pelo Twitter da Associação de Futebol da Argentina, o presidente da entidade, Claudio Tapia, lamentou a morte de Sabella. "Envio os meus mais calorosos abraços aos amigos e familiares e entes queridos".