28 de novembro de 2021
Campo Grande 32º 21º

Muricy Ramalho só assinará com o Flamengo após as eleições do clube

A- A+

om a saída de Oswaldo de Oliveira, logo surgiu nos bastidores do Ninho do Urubu a possibilidade de assinar logo contrato com Muricy Ramalho para garantir a contratação do treinador para 2016. Já existe acordo verbal entre o clube e representantes do comandante, mas isso não vai acontecer. Segundo apurou o GloboEsporte.com, Muricy não vai colocar o acerto no papel antes do dia 7 de dezembro, data das eleições presidenciais, por respeito aos candidatos da oposição. Ele tampouco irá se manifestar publicamente sobre o assunto antes do pleito.

A atual diretoria foi quem costurou o acordo. Portanto, a contratação de Muricy está condicionada, obviamente, à reeleição do presidente Eduardo Bandeira de Mello, da Chapa Azul. Bandeira concorre com Wallim Vasconcellos, da Chapa Verde, e Cacau Cotta, da Chapa Branca. Estes dois têm outros planos para o cargo de técnico: Wallim promete um estrangeiro na vaga, enquanto Cacau prefere Jayme de Almeida, que é auxiliar permanente do clube da Gávea e está como treinador interino nas duas últimas rodadas do Campeonato Brasileiro, contra Atlético-PR e Palmeiras.

Muricy preza muito pela ética e não lidou pessoalmente com nenhum dirigente do Flamengo enquanto Oswaldo de Oliveira estava no cargo. Os contatos foram feitos por meio de seus representantes. Agora, com a saída de Oswaldo, o clube tem caminho livre para se encontrar com o treinador. Em entrevista ao GloboEsporte.com no início de novembro, Muricy Ramalho admitiu que gostaria de comandar o Flamengo e rasgou elogios à atual diretoria.

Não os conheço, mas a gente ouve falar por vocês da imprensa que eles estão fazendo um grande trabalho, recuperando o Flamengo, com as dívidas e tudo. A gente ouve essas coisas porque tem a obrigação de saber a parte administrativa dos clubes também. Com certeza a gestão é o caminho para melhorar. E você vê que essa gestão está muito boa - disse na ocasião.