16 de abril de 2024
Campo Grande 24ºC

Novorizontino vence o Santos e ultrapassa o São Paulo no Paulistão

A- A+

O Novorizontino conseguiu uma vitória significativa sobre o Santos, com uma performance tática que chamou a atenção dos espectadores e críticos. Apresentando um futebol sólido e estratégico, o time do interior saiu do campo com um triunfo por 2 a 1, com destaque para o meio-campista Rômulo, futuro reforço do Palmeiras, que não só marcou um gol como também forneceu uma assistência decisiva.

Desde o início da partida, o Novorizontino impôs um ritmo agressivo, pressionando os criadores de jogadas do Santos e adotando uma postura mais física em campo. Essa abordagem resultou em um desempenho exemplar durante o primeiro tempo, perturbando constantemente o sistema de jogo do Santos, que se mostrou irreconhecível frente à estratégia do adversário.

O resultado dessa pressão veio cedo, aos 12 minutos, quando Rômulo entregou um passe preciso para Neto Pessoa, que concluiu a jogada com um gol, abrindo o placar diante do goleiro João Paulo. A situação se complicou ainda mais para o Santos, que se viu preso em um jogo de muitos erros de passe e com uma limitada criatividade ofensiva, muito por conta da participação restrita de seus atacantes titulares Otero, Willian Bigode e Morelos. A única chance relevante do Santos no primeiro tempo foi uma cobrança de falta de Otero, seguramente defendida por Jordi.

Rômulo, novamente, brilhou ao ampliar a vantagem do Novorizontino no final do primeiro tempo, aproveitando um rebote e finalizando com maestria no ângulo. O Santos, buscando reverter a situação, retornou para o segundo tempo com três substituições, incluindo a entrada do centroavante Julio Furch, que mudou a dinâmica do time, criando duas boas oportunidades de gol.

A insistência do Santos finalmente rendeu frutos aos 25 minutos do segundo tempo, quando Hayner cruzou a bola da direita para Diego Pituca, que de cabeça, marcou o único gol do Peixe na partida. Apesar do esforço para igualar o placar, o Santos enfrentou um Novorizontino determinado a manter o controle, evitando pressões intensas e mantendo a posse de bola de forma estratégica.

O jogo teve momentos de tensão até o final, com o Santos chegando perto do empate através de um chute de Nonato que acertou a trave. Em uma última tentativa desesperada, Pedrinho também atingiu a trave, mas o lance foi anulado por posição irregular.

Com essa vitória, o Novorizontino não apenas assegurou três pontos importantes, mas também demonstrou a força de sua execução tática e a qualidade individual de jogadores como Rômulo, destacando-se como uma equipe capaz de desafiar os grandes do campeonato. O Santos, por outro lado, terá que reavaliar sua estratégia e desempenho para as próximas partidas, buscando minimizar erros e maximizar a eficiência coletiva.

Fonte: Esportes