MS Notícias

RESPEITO À VIDA - JULHO
tera, 07 de julho de 2020

CULTURA

Filme "Branco sai, preto fica" abrirá Ciclo do Cinema Contemporâneo na Capital

Parceria entre o MIS e o Curso de Audiovisual da UFMS exibirá um filme por mês no primeiro semestre de 2020

Por: REDAÇÃO14/02/2020 às 09:05
ComentarCompartilhar
Preso a uma cadeira de rodas, o personagem Marquim foi uma das vítimas de uma atuação repentina da políciaPreso a uma cadeira de rodas, o personagem Marquim foi uma das vítimas de uma atuação repentina da políciaFoto: Divulgação

Começa no dia 19 de fevereiro, quarta-feira, às 19 horas, o Ciclo de Cinema Brasileiro Contemporâneo, no auditório do Museu da Imagem e do Som (MIS-MS). Realizado em parceria com o Curso de Audiovisual da UFMS, o Ciclo terá uma exibição mensal, durante o primeiro semestre de 2020. A curadoria é dos professores Júlio Carlos Bezerra e Vitor Zan.

O Ciclo se inicia com a exibição do filme “Branco sai, preto fica”, com direção de Adirley Queirós. O filme cria suas imagens e sons a partir de uma história trágica: dois homens negros, moradores da maior periferia de Brasília, ficam marcados para sempre graças a uma ação criminosa de uma polícia racista e territorialista da Capital Federal. Essa polícia invade um baile black. Tiros, correria e a consumação da tragédia: um homem fica para sempre na cadeira de rodas, o outro perde a perna após um cavalo da polícia montada cair sobre ele. Mas esses homens não se sentem confortados em contar a história de maneira direta e jornalística. Eles querem fabular, querem outras possibilidades de narrar o passado, abrindo para um presente cheio de aventuras e ressignificações, propondo um futuro.

Para a coordenadora do MIS, Marinete Pinheiro, a parceria com o curso de Audiovisual da UFMS, que teve início no ano passado, é importante no sentido de aproximar os alunos das atividades do museu e dos filmes e produções locais. “Queremos oportunizar também ao público em geral as exibições e debates sobre o cinema brasileiro que está sendo produzido no Brasil de hoje, quais as técnicas, narrativas, linguagens e conteúdo, no sentido de despertar para o conhecimento de um cinema mais próprio, mais nosso, sendo esta uma estratégia democrática e necessária nos dias atuais”.

O professor Júlio Carlos Bezerra agradece a parceria do MIS com o recém aberto curso de audiovisual da UFMS. “O MIS é exatamente o ponto de referência no Estado para quem faz cinema aqui, por isso é importante que esta parceria seja cada vez mais intensa e duradoura. Esse ciclo de cinema brasileiro contemporâneo parte de um incômodo muito grande de nós, professores do curso. O mercado exibidor aqui do Estado é muito negligente no que diz respeito ao cinema brasileiro, então nossos alunos acabam tendo muito pouco contato com o que de melhor tem sido feito no Brasil hoje, esse é um problema grave. Então o professor Vitor Zan e eu organizamos uma curadoria absolutamente pessoal, são filmes que nós gostamos, entramos em contato com respectivos cineastas e fechamos mais essa parceria com o MIS. A ideia é que as sessões mensagens comecem sempre com uma breve introdução feita pela gente, e o debate continua depois da sessão. Esse projeto vai ser formalizado como projeto de extensão do curso de Audiovisual da UFMS”.

SERVIÇO

O filme tem a duração de 93 minutos e a classificação é 14 anos. A exibição acontece na quarta-feira (19 de fevereiro), às 19 horas, com entrada franca. O MIS fica no Memorial da Cultura e da Cidadania, na avenida Fernando Correa da Costa, 559 Centro, no terceiro andar. Telefone: (67) 3316-9178.

Deixe seu Comentário

TV MS

22 de junho de 2020
Pagamentos pelo WhatsApp já estão disponíveis no Brasil
Pagamentos pelo WhatsApp já estão disponíveis no Brasil

Últimas Notícias

Ver Mais Notícias
MS Notícias - Sua referência em jornalismo no Mato Grosso do SulRua José Barnabé de Mesquita, 948
CEP 79100.200 - Vila Duque de Caxias
Campo Grande/MS
 (67) 99309.8172

Editorias

Institucional

Mídias Sociais

© MS Notícias. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvimento Plataforma