28 de setembro de 2021
Campo Grande 36º 22º

Agronegócios

CURADORIA | Mulheres no AGRO: representatividade e inovação crescentes

A- A+

O papel da mulher no setor agropecuário nos últimos anos ganhou vulto expressivo, com a criação de políticas públicas, capacitações, eventos nacionais, canais de comunicação e grupos de inovação voltados só para ELAS.

A pesquisa "Mulheres Rurais, Censo Agro 2017", aponta que o número de mulheres dirigindo propriedades rurais no Brasil alcançou quase 1 milhão. O trabalho conjunto entre o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), a Embrapa e o IBGE, a partir do Censo Agropecuário de 2017, identificou 947 mil mulheres responsáveis pela gestão de propriedades rurais, de um universo de 5,07 milhões. A maioria está na região Nordeste (57%), seguida pelo Sudeste (14%), Norte (12%), Sul (11%) e Centro-Oeste (6%). (EMBRAPA, 2020)

Apesar dos números parecerem tímidos, a participação de mulheres no Agro ainda traz outras características inovadoras: elas são cada vez mais jovens, buscam novos espaços de atuação e trazem uma forma de liderança sensível aos aspectos do empreendedorismo sustentável.

Nesta direção, uma parceria entre a Corteva, a Associação Brasileira do Agronegócio (Abag) e a Fundação Dom Cabral (FDC), desenvolveu a Academia de Liderança para Mulheres do Agronegócio, um programa de treinamento das mulheres do agro com o objetivo de proporcionar treinamentos para que um número cada vez maior de mulheres possa se desenvolver e se destacar não apenas na agroindústria, mas também em associações e entidades de classe ligadas ao setor. Além desta, outras iniciativas já citadas aqui na nossa curadoria, são voltadas para mulheres do Agro.

Neste mês de março, vamos exaltar a liderança feminina no setor e nas inovações trazidas por elas para dentro e fora da porteira. O livro Mulheres do Agro traz histórias inspiradoras de mulheres que fazem a diferença no agronegócio. Exemplos de liderança, gestão, inovação e competência com um olhar sistêmico e humanizado sobre o dia a dia no campo. Todas as entrevistadas presenteiam os leitores com muita partilha de conhecimento em suas áreas de atuação. Histórias de mulheres que apesar dos momentos difíceis, das dores e lutas, não se colocaram no papel de vítimas, e se tornaram protagonistas de suas próprias histórias, servindo de exemplo para as gerações futuras. A todas as mulheres e homens que batalham por um agronegócio cada vez mais competitivo e sustentável, que este livro possa representar a luta diária que todos enfrentam, bem como a harmonia que se busca, independente de gênero, para fortalecer cada dia mais o setor.

Boa leitura!

Fontes:

EMBRAPA, 2020. Disponível clicando aqui.

Sinopse Livro Mulheres do Agro. Disponível clicando aqui.


Carina Machado

Possui graduação em Economia com ênfase em Agronegócios, mestrado em Ciências Sociais e doutorado em Ciência Política. Atua como Gerente Técnica no Serviço Nacional de Aprendizagem Rural do Estado do Rio de Janeiro.


Acompanhe nossas redes sociais: Facebook | Instagram | Linkedin | Twitter | YouTube

Fonte: CNA Brasil