24 de julho de 2024
Campo Grande 31ºC

ECONOMIA NACIONAL

Brasil sobe no ranking econômico e torna-se 8ª maior economia do mundo

Dados foram divulgados pelo economista-chefe da Austin Rating, Alex Agostini

A- A+

Na terça-feira (4 de junho de 2024), a Austin Rating revelou que o Brasil superou a Itália, ascendendo para a posição de 8ª maior economia global. Após o anúncio do crescimento de 0,8% do PIB brasileiro no primeiro trimestre em comparação ao trimestre anterior, o país alcançou a marca de US$ 2,331 trilhões em Produto Interno Bruto, ultrapassando ligeiramente a economia do país europeu, que registrou US$ 2,328 trilhões.

O Brasil encerrou o ano de 2023 como a 9ª maior economia mundial. Enquanto o PIB brasileiro cresceu 0,8% no primeiro trimestre, a economia italiana avançou 0,3%. Esses dados foram divulgados pelo economista-chefe da Austin Rating, Alex Agostini.

Os Estados Unidos lideram como a maior economia do mundo, com uma produção de US$ 28,78 trilhões. China e Alemanha completam o top 3, com US$ 18,53 trilhões e US$ 4,59 trilhões, respectivamente. O Brasil ainda está abaixo do Japão (US$ 4,11 trilhões), Índia (US$ 3,94 trilhões), Reino Unido (US$ 3,5 trilhões) e França (US$ 3,13 trilhões).

No que diz respeito ao crescimento no período, o PIB brasileiro registrou o 17º maior aumento no primeiro trimestre de 2024 em comparação ao período anterior, em uma análise que envolve 53 países. O destaque foi para Israel, que está se recuperando da guerra, com uma taxa trimestral de crescimento de 19,4% após o encolhimento de 19,4% no último trimestre de 2023.

Em média, a economia global cresceu 0,3% no primeiro trimestre em relação ao trimestre anterior. O grupo Brics, composto por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, apresentou um crescimento médio acima do registrado pelo Brasil, alcançando 1,2%.