25 de novembro de 2020
Campo Grande 34º 23º

COVID-19

Matthew Seligman, baixista que tocou com David Bowie morre por Covid-19

Músico que atuava como advogado não resistiu após duas semanas internado em um hospital no sul de Londres. Ele também tocou com Sinéad O'Connor e Morrissey.

O baixista Matthew Seligman, de 64 anos, que tocou com David Bowie no show Live Aid em 1985, morreu por causa do coronavírus em Londres, de acordo com o jornal britânico The Guardian.

Segundo a publicação, o músico que atuava como advogado nos últimos anos não resistiu após passar duas semanas internado em um hospital no sul de Londres. Amigos informaram que ele faleceu na sexta-feira (17).

Ainda de acordo com os amigos, Seligman teria contraído a doença do irmão Simon, que esteve internado em um hospital e também morreu recentemente, mas por causas não relacionadas à Covid-19.

Seligman tocou na banda psicodélica pós-punk The Soft Boys, liderada por Robyn Hitchcock, depois de se formar na Universidade de Cambridge, e teve passagens curtas nos Thompson Twins e na banda de Thomas Dolby.

O baixista tornou-se um músico de sucesso quando tocou com Bowie no single Absolute Beginners e no show Live Aid em 1985, assim como com artistas como Sinéad O'Connor e Morrissey.

Seligman deixa dois filhos e sua parceira, Mami Kanai