30 de setembro de 2020
Campo Grande 40º 23º

INCAPACITADO

Pai do homem que chamou motoboy de 'lixo e semianalfabeto' diz que filho tem esquizofrenia

O pai de Matheus alegou que o filho é portador da distúrbio psicológico e que iria provar

O pai do homem que agrediu verbalmente um motoboy nesta 6ª-feira (7. agosto), chegando a chamá-lo de "lixo e semianalfabeto", alegou que o filho é portador de esquizofrenia. Mateus Abreu Almeida Prado Couto, que é contabilista, humilhou o jovem que fazia entrega em condomínio de luxo em Valinhos, na região de Campinas, interior paulista. Chegou a dizer que o jovem tinha inveja da cor 'branca', indicando insulto racista. 

Ao Jornal Nacional, o pai de Matheus alegou que o filho é portador da doença psicológica e que iria provar.  

A mesma informação foi dada pelo pai do contabilista em processo arquivado por falsa comunicação de roubo de carro feito por ele em 21 de março de 2019, a que a Revista Fórum teve acesso. Mateus ainda é réu em um processo criminal que corre em segredo de Justiça.

“Apenas cinco dias depois da comunicação do crime, o pai do averiguado foi à Autoridade Policial e informou que o veículo estava na funilaria, a pedido e com a concordância de Mateus, sendo cero que este é esquizofrênico e, mesmo medicado, tem surtos que o fazem perceber as coisas de modo diverso. Em um destes surtos, entendeu que seu veículo tinha sido furtado”, diz manifestação do promotor Denis Henrique Silva em agosto de 2019, pedindo o arquivamento do caso.

Mateus respondia a processo por fazer um boletim de ocorrência comunicando falsamente que seu carro, um Honda Fit LX MT, teria sido roubado no dia 1º de fevereiro.

Nesta sexta-feira (7), o contabilista foi detido pela Guarda Municipal de Valinhos por injúria contra um motoboy que havia levado entrega para ele no condomínio onde mora. Mateus insultou o entregador de 19 anos chamando-o de lixo e semianalfabeto.

Fonte: Revista Fórum