02 de dezembro de 2020
Campo Grande 33º 23º

Telefonia

Serviço de telefonia acumula 3.628 queixas no Estado, com alta de 17% no ano

Vivo liderou as reclamações de consumidores no ano passado, seguida pela Claro e Tim segundo o levantamento

O número de reclamações em relação ao serviço de telefonia, tanto móvel como fixa, cresceu 17% no ano passado resultando em3.628 reclamações. O levantamento é setor de estatística da Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor (Procon/MS), com base em dados liberados pelo Sindec, (Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor), em relação a Mato Grosso do Sul, considerando os três últimos anos (2017,2018 e 2019).

O Procon explica que no primeiro ano pesquisado (2017), foram 4.738 queixas, volume que caiu significativamente no ano seguinte (2018), que teve 3.094 requerimentos. Já em 2019 o montante cresceu, chegando a 3 628. No ranking de reclamadas, a liderança ficou com a Vivo (Telefônica do Brasil) com 1.357 queixas o que equivale a 37,40 % do total, seguida pela Claro com 802 (22,11%), Tim S/A e Tim Celular S/A com 776 equivalente a 21,39% e Brasil Telecom fixa e móvel reclamada em 693 ocasiões, ou seja , 19,10 %.

Na somatória dos últimos três anos, a Vivo se destaca ao atingir 4.324 manifestações de insatisfação. A Claro, por sua vez, chegou a 3.036 reclamações, a Tim com 2.288 e a Brasil Telecom deixou 2 215 consumidores insatisfeitos.