24 de outubro de 2021
Campo Grande 26º 23º

A espera aumenta e moradores do bairro Caiobá reclamam sobre redução do número de ônibus

A- A+

O efetivo de ônibus do transporte coletivo da capital foi reduzido, afirma a  Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran). A mudança deve permanecer até o dia 15 de janeiro.

Conforme nota divulgada pelo Consórcio Guaicurus, entidade privada que congrega as quatro empresas que operam o sistema de transporte coletivo de Campo Grande,  a redução nesta época do ano é procedimento padrão adotado devido à diminuição da demanda de serviço em decorrência do período de férias escolares, férias coletivas de empresas e recesso dos poderes Judiciário e Legislativo e queda no movimento do comércio.

Moradores do bairro Portal Caiobá, região oeste de Campo Grande, reclamam da medida. “Antes os ônibus já não eram suficientes, agora ficou pior ainda, já cheguei a esperar mais de uma hora no ponto”, conta a dona de casa Maria Aparecida Oliveira, de 39 anos.

“Eles diminuem o tanto de ônibus, aumenta o tempo de espera e o valor da passagem continua o mesmo, ” desabafa Lurdes Guedes, moradora do bairro há mais de 15 anos.

Segundo a Agetran, essa mudança não prejudica os os usuários, pois se necessário serão colocados coletivos extras como um reforço.