22 de maio de 2024
Campo Grande 24ºC

PREFEITA | CAMPO GRANDE

Adriane Lopes viabiliza parceria entre Prefeitura e Plaenge para a construção de viaduto

Segundo a prefeita todos os campo-grandenses serão beneficiados com a obra

A- A+


 A prefeita Adriane Lopes e a Plaenge Urbanismo assinaram nesta segunda-feira (21) o termo de compromisso que prevê a construção de um viaduto na confluência da Avenida Desembargador Leão Neto do Carmo com a BR-163 – Avenida Alexandre Herculano.
A obra vai melhorar o sistema viário na região do Jardim Veraneio e adjacências, facilitando o acesso à rodovia BR-163 (macroanel rodoviário) com segurança e fluidez, e também vai garantir o crescimento urbano da região.


Segundo a prefeita todos os campo-grandenses serão beneficiados com da obra. “Este foi um processo que estudamos com muita responsabilidade. Foram dois meses de construção do termo onde nossas equipes avaliaram e elaboraram a parceria. É um equilíbrio para ambas as partes e agora seguimos com esse projeto que vai deixar mais seguro o acesso ao campus da Uniderp Agrárias e ao Bairro Chácara dos Poderes”.


Com empreendimentos na região, Daniela Soares, Gerente Regional da Plaenge Urbanismo falou da satisfação em firmar a parceria com a gestão municipal. “A Plaenge é uma empresa muito comprometida e que se preocupa com o entorno da região onde empreende. E é uma satisfação muito grande assinar este Termo e saber que o município está atendendo uma necessidade da sociedade. A construção desse viaduto é uma obra de infraestrutura que vai trazer muitas melhorias para a região, principalmente a mobilidade urbana”.
 


Sobre o projeto


O viaduto de 60 metros foi projetado com espaçamento adequado para a futura duplicação do anel viário. Terá alças de acesso para permitir todas as conversões e três vãos de 15 metros. A obra de construção tem prazo de 16 meses para ficar pronta, e é uma das medidas compensatórias definidas pela Prefeitura de Campo Grande – com base no Estudo de Impacto de Vizinhança coordenado pela Planurb, com a projeção dos efeitos no sistema viário da região, com a implantação de um empreendimento imobiliário na Chácara dos Poderes, onde estão  projetados 1.667 lotes que serão implantados em 6 etapas.


A construção será custeada pela empresa responsável pelo empreendimento, a Plaenge Construtora, sem custo para a Prefeitura. O viaduto foi a opção de engenharia definida, segundo o secretário da Sisep Rudi Fiorese, para evitar congestionamentos nos horários de pico do movimento na Avenida Desembargador Leão Neto do Carmo, sendo a única opção de acesso asfaltado à Chácara dos Poderes.

O projeto foi aprovado pelo DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte), já que o anel viário é uma extensão urbana da BR-163; ANTT (Agência Nacional de Transporte Terrestre) e da CCR MSVia, concessionária que administra a rodovia federal. Foi resultado de estudos conjuntos desenvolvidos pela Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran), Agência Municipal de Meio Ambiente e Planejamento Urbano (Planurb) e Sisep (Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos).


O viaduto projetado para a travessia do macroanel terá 496,58 metros de extensão distribuídos em 4 vãos de 15 metros, 17,10 metros de largura, espaço suficiente para duas pistas de tráfego, acostamento, ciclovia e faixa de pedestre. Além de alças de acesso que permitirão conversões nos dois sentidos.

Divulgação