22 de maio de 2024
Campo Grande 28ºC

LÍDER COMUNITÁRIO

Campo Grande fortalece movimentos comunitários com gestão mais participativa da história

Os encontros com os conselheiros já integram a agenda da administração municipal e serão permanentes

A- A+

*Líder Comunitário*

*Campo Grande fortalece movimentos comunitários com gestão mais participativa da história*

Nesta sexta-feira, 5 de maio, é comemorado o Dia Nacional do Líder Comunitário, instituído por meio da Lei nº 11.287/2006. Essa é uma data para homenagear os responsáveis por estabelecer conexão direta entre população e poder público, na elaboração de ações e projetos que beneficiam os bairros e moradores das regiões em que atuam.

Como forma de reconhecimento a esses homens e mulheres que dedicam seu tempo em prol da comunidade, a Prefeitura de Campo Grande tem realizado diversas atividades e implementado políticas que visam a otimização dos resultados dessa parceria.

“Nós entendemos o quanto esses líderes são importantes para que a nossa cidade cresça, se desenvolva e para que possamos atender a cada região, cada bairro, dentro de suas necessidades. As indicações dessas lideranças são determinantes para que sejam feitas melhores entregas e mais assertivas para a nossa cidade, já que eles, como representantes de suas comunidades, ajudam a identificar as prioridades de cada região”, afirma a prefeita Adriane Lopes.

Dentro do organograma da Prefeitura foi criada em fevereiro de 2021, a Subsecretaria Municipal de Articulação Social e Assuntos Comunitários (Suasc), com o objetivo de atuar no fomento e articulação dos movimentos comunitários em todas as regiões da cidade. Para isso, disponibiliza uma estrutura completa que oferece desde espaços para reuniões, cursos de capacitação para lideranças, assessoria contábil, assessoria jurídica e orientações para elaboração de projetos sociais às lideranças e associações de moradores da Capital.

“Uma das preocupações da atual gestão é capacitar e prover ferramentas para presidentes de bairros e presidentes de clubes de mães, e temos feito isso através do Programa de Capacitação de Lideranças Comunitárias, o Prolic, que já contemplou mais de 230 líderes, dando a eles o entendimento necessário sobre processos burocráticos de documentação, de planejamento e organização dos trabalhos realizados pelas associações”, salienta o titular da Suasc, Chiquinho Telles.

Conforme apontam os números da Suasc, por meio da parceria entre a prefeitura e essas lideranças, de 2022 até agora, 1.250 pessoas já participaram de oficinas voltadas para a ocupação e geração de renda nas mais diversas áreas como manicure e pedicure; maquiagem e designer de sobrancelhas; produção de biscoitos e balas baianas; ovos de páscoa; panetone e cookies; artesanato em E.V.A; bordado; fabricação de geleias; legumes em conserva; salgados e pães caseiros.

“Essas oficinas têm acontecido nas sedes das associações, no seio das comunidades, descentralizando as ações, promovendo a valorização dessas lideranças, levando conhecimento, auxiliando no resgate da autoestima das pessoas e oferecendo condições para a geração de renda”, destaca a Prefeita.

Com um modelo de governo participativo, a Prefeitura de Campo Grande tem implementado planos de bairros, projetos desenvolvidos diretamente com os presidentes das associações para listar necessidades e elencar prioridades nas sete regiões urbanas. O modelo já é uma realidade em 74 bairros da cidade, alcançando cerca de 800 parcelamentos.

No último sábado, a segunda edição do Café com os Conselheiros Regionais, realizada na Associação de Moradores do Bairro Coophavila 2, reuniu conselheiros da região urbana do Lagoa e outras lideranças de bairros, quando os secretários da administração municipal puderam receber diretamente dessas lideranças as sugestões e solicitações de suas comunidades.

Morador do Jardim Leblon e liderança comunitária há 22 anos, o líder comunitário Claudio Ferreira de Barros classifica a iniciativa da Prefeitura como fruto de um momento ímpar na relação entre administradores e representantes dos bairros. “Nós percebemos nessas ações o reconhecimento ao nosso trabalho. Agradecemos a prefeita pela sensibilidade ao decentralizar o atendimento e nos permitir esse contato direto com os gestores”.

Para o presidente da Associação de Moradores do Jardim Santa Emília, Júlio César Gonçalves, a iniciativa da administração municipal em criar esse ambiente das lideranças junto com os titulares das secretarias e a própria prefeita, reafirma a consolidação do diálogo entre o Executivo e a população dos bairros. “Nunca antes  em gestões passadas tínhamos experimentado esse acesso direto, esse ‘cara a cara’ é fundamental, pois temos a certeza de que estamos sendo ouvidos, que as nossas reivindicações estão de fato chegando a quem deve”.

Na oportunidade, todos os conselheiros daquela região receberam uma carteirinha de identificação do Conselheiro Comunitário, que confere portas abertas ao titular no exercer da função. “Ela representa dignidade e respeito. Quando precisarmos ir a repartições diferentes daquelas que estamos habituados, onde as pessoas já nos conhecem, o trânsito será bem mais tranquilo, quando há um credenciamento, um documento oficial, o olhar é diferente”, consideras a Dorca Mara Dagher dos Santos, conselheira municipal do Lagoa e também diretora de uma Emei na mesma região.

Os encontros com os conselheiros já integram a agenda da administração municipal e serão permanentes. A próxima reunião prevista será com as lideranças da região urbana do Prosa.

Divulgação Escreva a legenda aqui