29 de maio de 2024
Campo Grande 11ºC

PREFEITA | CAMPO GRANDE

Em seminário, Adriane Lopes destaca nova perspectiva de integração com o Japão

O encontro internacional contou com explanações sobre a parceria estratégica entre o Brasil e Japão

A- A+

Na abertura do Seminário Internacional Mato Grosso do Sul e Japão “Conectando Novos Caminhos”, a prefeita Adriane Lopes reforçou a importância do Corredor Bioceânico na integração e comércio com os países asiáticos. A solenidade aconteceu na sexta-feira (18), no Bioparque Pantanal, e contou com a presença do embaixador do Japão no Brasil, Teiji Hayashi.


O encontro internacional contou com explanações sobre a parceria estratégica entre o Brasil e Japão.  As várias relações criadas no decorrer de uma longa história em vários setores foram prontamente evidenciadas no evento: política, economia, cultura, tecnologia.

A prefeita Adriane Lopes ressaltou a logística da região por meio da Rota de Integração Latino-americana (Rila), que possibilitará abertura de mercado com Paraguai, Argentina e Chile.


A previsão é injetar R$ 200 milhões na economia em seu primeiro ano de funcionamento, e a Capital será o eixo, enfatizou Adriane Lopes. “Campo Grande sempre foi o consumidor final, agora com essa integração entre os países, esperamos passar a ser fornecedores, não só para o Estado e Brasil, mas para o mundo”.


Ainda em seu discurso a chefe do executivo de Campo Grande, afirmou muito positiva a vinda do embaixador para a Capital. “Tivemos a oportunidade de conversar, trocar algumas informações e acredito que Campo Grande está muito bem localizada no Centro-Oeste do Brasil e as rotas trazem várias possibilidades econômicas que estão acontecendo. Receber o embaixador significa desenvolvimento, crescimento e novas perspectivas tendo Campo Grande, hoje, como protagonista”, destacou.


Mato Grosso do Sul tem a terceira maior colônia japonesa do Brasil, ficando atrás apenas de São Paulo e Paraná. Entre os países, o Japão é o quarto parceiro comercial de MS e a comunidade brasileira naquele país é de 200 mil brasileiros que trabalham e estudam.


Em sua palestra a prefeita ainda mostrou os avanços trazidos pela atual administração, como os polos industriais e a implementação do futuro Parque Tecnológico. “Visitamos inúmeras capitais, acompanhando de perto a implantação desses parques. Recebemos muitos investidores, acreditamos que muitas tratativas com os países do Mercosul acontecerão na municipalidade.”


Finalizando, a prefeita mostrou que sua gestão tem feito a diferença em pouco tempo, que Campo Grande tem crescido todos os dias. “Hoje ela já pode ser considerada a Capital das Oportunidades”.


Em sua primeira visita ao estado de Mato Grosso do Sul, o embaixador Teiji Hayashi destacou a parceria e amizade entre os dois países e afirmou que há possibilidade de ampliar as relações comerciais com o Estado. “Há uma longa história de cooperação com Mato Grosso do Sul, particularmente no setor agrícola. Estou buscando um maior desenvolvimento das relações em áreas como a agricultura de precisão e a soja comestível”, disse.


Estiveram presentes no evento o governador de Mato Grosso do Sul, Reinando Azambuja, que apontou perspectivas promissoras nas relações econômicas a partir da construção do Corredor Bioceânico; os secretários Eduardo Rocha (Governo e Gestão Estratégica) e Eduardo Romero (Cidadania e Cultura); o deputado estadual Renato Câmara; o diretor-presidente da Fundtur, Bruno Wendling; e o reitor da UEMS, Laércio de Carvalho, senador Nelson Trad Filho, o presidente da Associação Esportiva e Cultural Nipo Brasileira (AECNB), Nilson Aguena, entre outros.