26 de fevereiro de 2024
Campo Grande 29ºC

CAPITAL

Escola Agrícola da Reme recebe computadores para atender 420 alunos

A- A+

A Escola Agrícola Governador Arnaldo Estevão de Figueiredo, localizada na MS-040, zona rural de Campo Grande, recebeu do Sindicato Rural e Sicredi, a doação de 15 computadores que vão atender os 420 alunos que estudam de forma integral na unidade. A entrega dos equipamentos aconteceu na manhã desta segunda-feira (4). A unidade atende do 1º ao 3º ano do Ensino Médio.

Aluno do 2º ano do Ensino Médio, João Pedro Garcia, diz que os computadores vão auxiliar no estudo do dia a dia. "É muito necessário termos computadores, a doação é um marco para nossa história. Vamos fazer projetos de campo, tudo voltado para nosso setor, sem computador é difícil fazer. Vai melhorar muito nossa qualidade de ensino".

Segundo a diretora, Maria Kátia Miranda da Silva, os computadores serão para atender todos os alunos da escola. "É um sentimento de gratidão pela parceria entre Sicredi e Sindicato Rural, que proporcionou os equipamentos aos nossos estudantes. A qualidade do ensino vai melhorar muito, só altas expectativas".

De acordo com o presidente do Sindicato Rural de Campo Grande, Alessandro Oliva Coelho, é preciso incentivo para que os alunos se fixem no campo. "O campo dá mais qualidade de vida para as pessoas. A parceria é necessária para incentivar e melhorar os estudos dos alunos, para motivar que ele permaneça no campo, se forme agrônomo, zootecnista, veterinário".

O vice-presidente da APM (Associação de Pais e Mestres) da escola, Luís Cleber da Silva, acompanhou as entregas e afirmou que os alunos dos anos iniciais já vivem a experiência do campo. "Quando esses alunos chegam no Ensino Médio, já estão com base boa para o aprofundamento técnico deles e por isso, para nós é importante essa parceria com o Sindicato Rural, pois é benéfica para os alunos, para o desenvolvimento deles".

Conforme a superintendente de Políticas Educacionais da Secretaria Municipal de Educação (Semed), Ana Cristina Dorsa, é da escola agrícola que sai a maioria dos futuros trabalhadores do campo. "A gente precisa do conhecimento do Sindicato Rural, porque o que é bom precisa estar dentro da escola, pois a unidade tem equipe pedagógica compromissada, professores nos quais oportunidades dadas eles mostram o que é feito em sala de aula, exemplo disso, foi a Expocampo. Os computadores novos vão dar mais oportunidades aos alunos".

Fonte: Prefeitura de Campo Grande - MS