22 de maio de 2024
Campo Grande 24ºC

PREFEITURA |CAMPO GRANDE

Prefeitura promove projeto Escola de Oportunidades com reforço escolar, esporte arte e cultura

Organizado pela Geac, o projeto será realizado em sete escolas pólos de Campo Grande

A- A+

 

A Prefeitura de Campo Grande, através da Semed (Secretaria Municipal de Educação) e Geac (Gerência de Esporte, Arte e Cultura), lançou o projeto Escola de Oportunidades, na manhã deste sábado (11), na Escola Municipal Dr. Eduardo Olímpio Machado, no Jardim Ouro Verde, com apresentação de banda marcial, música e jazz.

Organizado pela Geac, o projeto será realizado em sete escolas pólos de Campo Grande. São elas: Professor Antônio Lopes Lins, Nagen Jorge Saad, Professor Múcio Teixeira, Dr. Eduardo Olímpio, Rafaela Abrão, Professor Licurgo de Oliveira Bastos e Fauze Scaff Gattass.

Segundo o coordenador do projeto e chefe da Geac, Wilson Lands, a Escola de Oportunidades insere atividades na rotina pedagógica dos alunos, com o esporte, lazer, leituração e reforço escolar.

Lands informa que este projeto é inovador, pois inicia junto com o ano escolar. “Depois da pandemia da Covid-19, a Escola de Oportunidades nasce para contribuir com a alfabetização dos alunos com reforço escolar, esporte, cultura e lazer”, destaca.

Ainda conforme o coordenador, é um projeto inovador e incentivador. “O reforço escolar será no contraturno das aulas durante a semana”.

Escola de Oportunidades será aplicado aos sábados, com complementação durante a semana, no contraturno escolar, como o recreio lúdico, explica Lands.

Conforme o secretário de Educação, Lucas Henrique Bittencourt de Souza, o projeto visa oportunizar a comunidade local estar próxima da escola. “Fazer da escola um polo de aprendizagem nas duas competências principais, sendo elas, a leitura e raciocínio lógico, e esporte, movimento e demais atividades. Dessa forma, teremos mais alunos desenvolvendo a aprendizagem e inserindo a comunidade de uma forma geral”.

Bernardo tem 8 anos e estuda há dois na Escola Eduardo Olímpio. A mãe dele, Lalesk Tavares diz que o projeto vem para somar na aprendizagem. “Com a pandemia, ele ficava muito em casa em frente de telas. Com o retorno escolar, as atividades ajudam ele a se movimentar mais e serei incentivadora o trazendo para praticar os esportes oferecidos”, disse.

O casal Shirley Soares e Claudemir de Lima, acompanham o filho, Gustavo de 9 anos, na escola. Vestido com o uniforme da Seleção Brasileira, Gustavo está animado para começar a praticar futsal. “Ele começou a ter interesse agora pelo futebol e a família está incentivando. O projeto veio para somar e isso é ótimo”.