24 de setembro de 2021
Campo Grande 36º 21º

DOAÇÃO

Hemosul recebeu 236 doadores e precisa ainda dos tipos O+; O-; A+ e A-

Adesão de voluntários na Capital sofre pelos medos do processo, mitos e por alguns critérios na hora de doar sangue

A- A+

Devido às festas de fim de ano, com o segundo dia de 2021 caindo no típico sábado em que o Hemosul de Campo Grande tem o atendimento regular  das 7h às 17h, a equipe migrou a data para o último sábado (09.jan.2021) e os resultados foram positivos. Como a doação é voluntária, é necessária constante contribuição de todos os tipos sanguíneos, e mesmo com os bons números do último fim de semana os tipos O+; O-; A+ e A- seguem baixos, segundo a entidade. 

Em conversa, a equipe do Hemosul destacou que, somente no sábado foram atendidas 236 pessoas. Em cada doação são coletados aproximadamente 450 ml de sangue, o que totaliza mais de 100 litros em bolsas. 

Nas redes sociais, leitores do MS Notícias relataram os impedimentos em ser doador (a) de sangue. Entre os relatos está o medo do procedimento; doenças como a autoimunidade e anemia, e também o peso exigido. Vale ressaltar que, mesmo que a lei permita a doação de pessoas que estejam abaixo de 50 Kg, a Rede Hemosul-MS reserva-se o direito de aceitar apenas doadores com 55 kg ou mais, para a melhor utilização do sangue coletado e segurança do doador. 

Através de seu site, o Hemosul destina uma aba voltada à sanar as dúvidas mais frequentes, incluindo o peso mínimo. Nesse caso, está relacionado ao volume doado ser proporcional ao doador (homens é 9 mL/kg e para mulheres, 8 mL/kg). Nas bolsas de doação encontra-se presente 63 mL de anticoagulante, padronizado para um mínimo de 400 mL. Em resumo, se alguém abaixo do peso doar, sobraria anticoagulante livre, o que pode lesar os glóbulos vermelhos. 

Violar a bolsa para retirar anticoagulante (sob o risco de contaminação bacteriana) só é uma opção em circunstâncias especiais, quando os benefícios superem os riscos, como, por exemplo, quando o doador doa seu sangue para uso nele mesmo geralmente durante uma cirurgia programada. 

Interessados em doar podem fazer sem medo, tendo em vista que muito o que se diz na crença popular a respeito da doação de sangue é mito. É realizada uma entrevista com o voluntário, onde a equipe tira todas as dúvidas que possam existir. Lembrando que, ser doador não vicia e também não engrossa o sangue.

Entre os medos destacados pelo Hemosul é em relação à reposição da quantidade de sangue coletada pelo organismo. "O plasma é reposto em algumas horas, as plaquetas se restabelecem em alguns dias, e as hemácias demoram algum meses. Por esse motivo, a doação de sangue só pode ser realizada a cada dois meses para os homens e três meses para as mulheres, devido à reposição dos estoques de ferro, que nas mulheres é mais demorada devido as perdas durante os ciclos menstruais", explicam.

CRITÉRIOS BÁSICOS PARA DOAÇÃO DE SANGUE

  • Trazer documento oficial com foto;
  • Estar em boas condições de saúde, não estar gripado ou com outra
  • infecção;
  • Estar descansado e alimentado;
  • Ter entre 16 e 69 anos de idade;
  • O limite para a primeira doação será de 60 anos de idade;
  • Menores entre 16 e 17 anos de idade podem doar com
  • acompanhamento e autorização do responsável legal;
  • Pesar no mínimo 55 kg.

Karla Silva é fisioterapeuta, empreendedora, doadora de órgãos, e tentou ser doadora de sangue mas foi barrada no quesito peso, como ela mesmo conta. "Em 2019, após divulgação de falta de bolsa de sangue, liguei no hemosul e novamente a restrição foi o peso. Questionei isso porque tinha ouvido na rádio educativa UFMS que o peso para doação era 50kg e não 55kg como a atendente informou. A única resposta que tive é que o hemosul MS se reservava o direito de usar o requisito diferente", explica ela sobre a sua segunda tentativa.

Hoje, com 48kg ela conta que há cerca de 20 anos não chega na casa dos 55 kg exigidos. "Foi com 20 anos e, realmente, nessa época não me atentei para isso. Uma pena. Sou doadora de órgãos e o que mais puder doar pra alguém, e me parace que fica faltando algo. De qualquer forma, quando encontro alguém que preenche os requisitos, tem convencer a doar", finaliza ela.

Através do Hemosul também é possível fazer a coleta e cadastrar-se como doador de medula óssea. Para isso, é necessário ter entre 18 a 55 anos e estar em boa saúde. São retirados 5ml de sangue, como um exame de laboratório, e o doador é cadastrado no REDOME - Registro Brasileiro de Doadores Voluntários de Medula Óssea do INCA – Instituto Nacional do Câncer

O Hemosul permite ao doador se programar para a doação, com agendamentos feitos pelos telefones (67) 3312-1516, (67) 3312-1529 e (67) 99298-6316. Você confere os demais critérios através da página: hemosul.ms.gov.br/criterios-para-a-doacao/.