MS Notícias

quinta, 16 de julho de 2020

Calote

Selco 'dá calote' em mais 5 funcionários e afirma que só vai pagar quando receber da Prefeitura

Por: Heloísa Lazarini20/01/2016 às 09:53
ComentarCompartilhar

Depois de ser denunciada por não pagar rescisão contratual de 29 funcionários demitidos em novembro de 2015, a empresa Selco Engenharia, do "buraco-fantasma", é alvo de novas reclamações trabalhistas.

A empresa demitiu entre novembro e dezembro de 2015, cinco funcionários da construção civil pesada e até agora não pagou rescisão contratual. 

Segundo presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção Pesada e Afins (Sinticop MS), Walter Vieira dos Santos, dos cinco trabalhadores, três foram demitidos em novembro e dois em dezembro, porém até agora, os ex-funcionários não receberam nada da empresa.

Walter explica que trabalhadores integravam equipe da Selco responsável pelos serviços da Operação Tapa-Buraco, e alguns também enfrentam mesmo problema dos 29 ex-funcionários associados ao Sintracom (Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil) e estão com carteira de trabalho retida na empresa, que, em novembro de 2015, foi vendida para grupo paulista de empresários e tem hoje como diretor responsável, em Mato Grosso do Sul, Amaury Corrêa. 

"Desde quando eles foram demitidos fui várias vezes na Selco para conversar com novos donos. Eles não cumprem o que prometem, já deram alguns prazos de pagamento, mas nenhum foi cumprido. Eles alegam que não consegue pagar porque assumiram em novembro e ainda estão analisando os ativos da empresa e também dizem que não receberam da Prefeitura", explica Walter.

Diante da negativa da empresa, o presidente do Sinticop MS informou que sindicato vai acionar a Justiça do Trabalho para garantir pagamento da rescisão contratual e também dos valores referentes ao seguro desemprego e ao FGTS dos cinco trabalhadores. Uma manifestação da frente da empresa em parceria com Sintracom também é organizada pelo sindicato. 

De acordo com setor de Recursos Humanos da Selco Egenharia, os pagamentos dos funcionários demitidos estão atrasados devido ao não recebimento dos valores devido à empresa pela Prefeitura de Campo Grande. Segundo RH da Selco, a Prefeitura da Capital não efetuou pagamento referentes aos serviços de "Tapa-Buraco" e informou que pagamento, em atraso, deve ser regularizado na primeira semana de fevereiro. A empresa informou que só efetuará pagamento da rescisão dos 34 ex-funcionários após receber da Prefeitura.

 

Deixe seu Comentário

TV MS

22 de junho de 2020
Pagamentos pelo WhatsApp já estão disponíveis no Brasil
Pagamentos pelo WhatsApp já estão disponíveis no Brasil

Últimas Notícias

Ver Mais Notícias
MS Notícias - Sua referência em jornalismo no Mato Grosso do SulRua José Barnabé de Mesquita, 948
CEP 79100.200 - Vila Duque de Caxias
Campo Grande/MS
 (67) 99309.8172

Editorias

Institucional

Mídias Sociais

© MS Notícias. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvimento Plataforma