06 de dezembro de 2021

Serviços de abastecimento de água e esgoto ficarão 10% mais caro na Capital

A- A+

O prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP) publicou nesta quinta-feira (3), por meio do decreto nº 12.761, reajuste dos serviços públicos de abastecimento de água e esgoto sanitário. A medida foi publicada no Diário Oficial do Município (Diogrande) e concede aumento tarifário de 10,36% a partir do dia 3 de janeiro de 2016.

De acordo com publicação, os procedimentos comerciais para aplicação do reajuste tarifário, a serem adotados pela concessionária dos serviços, empresa Águas Guariroba S.A. deverão ser determinados pela Agência de Regulação dos Serviços Públicos Delegados de Campo Grande (Agereg), por meio de atos normativos. Segundo o decreto, o aumento deverá incidir também sobre a tabela de serviços.

Pela determinação, a conta miníma será o equivalente ao consumo de 10 m³, exceto para a categoria poder público, que será de 20 m³. A medida assegura ainda que o gasto que não for medido terá como estimativa o faturamento de consumo equivalente a 10 m³.

Esse é o segundo aumento tarifário, ocorrido dentro de cinco meses, no município. Em maio, o então vice-prefeito afastado Gilmar Olarte havia autorizado reajuste de 8,35% no serviço de água e esgoto na Capital. O acréscimo passou a vigorar em 1º de julho de 2015. À época o novo percentual havia sido referendado pelo Conselho de Regulação e pela Agência de Regulação dos Serviços Públicos Delegados de Campo Grande de Regulação.