05 de maro de 2021
Campo Grande 28º 21º

Transporte coletivo pode chegar a R$ 3,50 e população se revolta contra “onda de tarifas”

Não bastasse o reajuste do IPTU, anunciado na última terça-feira (4), a população pode esperar por ainda mais aumentos, dessa vez com a tarifa no transporte urbano na cidade.
Isso por que, a proposta das empresas do transporte coletivo urbano sugeriram o valor na passagem que é de R$ 3,00 para R$ 3,50. De acordo com o prefeito Alcides Bernal (PP), foi feita uma reunião propondo o reajuste, e não negou a possibilidade de aumentar a tarifa.
“Eles solicitaram um reajuste de R$ 3,50. Não vejo esse valor como adequado e mandei a Agereg (Agência de Regulação dos Serviços Públicos Delegados de Campo Grande) para trabalhar em cima da planilha, para fazer um reajuste que seja justo para a população”, diz o prefeito. 

“Revolta”
Quem utiliza o transporte coletivo, se preocupa com a qualidade do serviço de transporte urbano e o ajuste no bolso do consumidor. “Eu não acho justo, todo o ano praticamente temos que enfrentar isso, são ônibus ruins, terminais péssimos e quem paga é o consumidor”, diz a aposentada Laura Prates de 63 anos. 

Já Carla Costa de 24 anos, estudante protesta sobre a falta de organização financeira da prefeitura e o caos político que a Capital está passando. “Os políticos brigam entre eles e quem paga é o trabalhador. É um absurdo nossa tarifa ser uma das mais caras do país, agora pagaremos esse absurdo e os buracos na cidade ainda vão continuar e a segurança nos terminais continuará péssima”, diz a estudante.  

Tarifaço
A tarifa no transporte público de Campo Grande é uma das maiores do país, já com o valor de R$ 3,00 cobrados atualmente, assim como em Manaus (AM) e Salvados (BA). Se a tarifa no transporte for reajustada, o município será o terceiro juntamente com Cuiabá e Florianópolis com menos de um milhão de habitantes com a taxa acima dos R$3,00.