22 de maio de 2024
Campo Grande 28ºC

Teatro

Unindo arte e solidariedade, "Paixão De Cristo" leva 4 mil pessoas a Shopping

Espetáculo que retrata a morte e ressureição de Cristo encanta e emociona o público presente

A- A+

“A maior história de amor da humanidade”! Com essa frase de um dos encartes de divulgação, o espetáculo “A Paixão de Cristo” foi realizado no dia 07/04, na arena Bosque Expo, no Shopping Bosque dos Ipês em Campo Grande. A peça em questão, mostra quais foram os últimos passos de Jesus de Nazaré, antes de ser crucificado. Uma singela e emocionante representação daquele que é um dos momentos mais importantes para os cristãos, o cerne da da festa da Páscoa.

Além de uma superprodução, contando com grande palco, riqueza de adereços, vários atores e figurantes, um dos pontos altos deste evento é a campanha social integrada a essa realização, visando arrecadar alimentos e agasalhos a serem destinados para instituições de caridade de diversos locais.

Em 2022, o Bosque dos Ipês apresentou pela primeira vez o espetáculo realizado pelo grupo teatral Transarte em 3 dias de apresentações, gerando um público de mais de 7 mil pessoas,  Neste ano, houve uma única apresentação e o público compareceu em peso e não decepcionou, com mais de 4 mil pessoas reunidas na arena Bosque Expo dentro do shopping, para acompanhar essa montagem encantadora que destaca os nossos talentos, nessa história que é uma das mais contadas e reproduzidas da humanidade. 

No papel de Pôncio Pilatos há vários anos, Wanderley de Souza, descreve como “Fantástico” participar deste projeto.
 
– Isso representa muita coisa. É um trabalho fantástico. Mais um ano a gente mostrando um trabalho excelente que uma das maiores peças teatrais que nós temos aqui em Campo Grande, no estado, com participação de gente muito boa no que faz. Não tenho palavras para definir o quanto esse trabalho é importante e interessante para o Estado e para muita gente – considera. 

Vivendo a mulher samaritana entre outros personagens, a atriz Dercy Carneiro é uma das veteranas do grupo, destaca seu amor ao teatro e a esse trabalho em especial.

– Bem, eu sou apaixonada por teatro. Na época das apresentações eu fico muito doida. Eu fico muito doida, pois tenho disciplina, não falto aos ensaios e estou ali buscando fazer o meu melhor. E sempre procurei fazer o melhor para cativar bem as pessoas, pois simplesmente amo teatro, amo meu grupo de teatro. Eu fico feliz quando estou junto com eles. Nossa, gente vira adolescente, né? E cada vez melhor, cada dia melhor – ressalta.

Desde 1979 atuando como Jesus de Nazaré, dirigindo este espetáculo, cuja a adaptação de texto o mesmo fez, Edilton Pereira Ramos, diretor do grupo Transarte, faz um balanço e como as reações positivas do público os motivam a fazer sempre mais e melhor. 

– Bom, o que fica é um saldo pra lá de positivo. A cada ano que nós fazemos o espetáculo, podemos dizer que é um espetáculo diferente. E é claro que, como são públicos diferentes, energias diferentes, a cada ano o trabalho se torna mais gratificante, devido ao empenho da maioria dos atores, a maioria do pessoal da produção e isso faz com que a gente se sinta a cada ano mais empolgado em querer fazer o melhor, em dar o melhor de nós pra esse trabalho que tem agradado tanto a nossa população – destaca.

Composto de inúmeros figurantes que ajudam dar vida a história, o elenco principal conta com o diretor e ator Edilton Ramos, interpretando ‘Jesus”, Antônio José (Herodes/Centurião), Álvaro Garbelino (João Batista/Caifás), Mauro Silva (Anás), Igor Matheus (Mateus/Escriba), Wanderley de Souza ( Pilatos), Levi Feliciano ( Nicodemos,  Lucius), Tero Queiroz (Judas), Eronilda Tozzo (Maria, Mãe de Jesus), Siana Subtil (Mulher Adútera/Herodíades), Amélia Rocha (mulher do povo), Dercy Carneiro (mulher samaritana), Juracema Brito (filha de Jairo), Toni Aguirre (bom ladrão/apóstolo), Beth Terras (mulher do povo), Rosangela Mancoelho ( mulher de Pilatos) 

E também Tatiane Borges, Cassia Marsal, Thauana Nunes, Moisés Alves, Samuel Silgueiros, Rubens Fernandes, entre outras participações.