26 de fevereiro de 2021
Campo Grande 34º 22º

Acordo do possível: Santa Casa e prefeitura assinam contrato de R$ 20 milhões/mês

Em um clima um pouco mais amistoso, entre a administração da Santa Casa e o prefeito Alcides Bernal, foi assinado na tarde desta quinta-feira (26) o contrato que garante os repasses, durante os próximos 12 meses, para o maior hospital de Mato Grosso do Sul.  

A Santa Casa e a prefeitura de Campo Grande vêm travando um combate financeiro desde a gestão do ex-prefeito Gilmar Olarte. Segundo auditoria realizada pela Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), em maio deste ano, foram deixados de ser repassados ao hospital cerca de R$11,9 milhões.

De acordo com o contrato assinado hoje, serão destinados à Santa Casa R$573,773 milhões para procedimentos ambulatoriais e R$25,836 milhões para procedimentos cirúrgicos, sendo o valor total do contrato, somando verbas municipais e federais, de R$248,8 milhões.

Após a assinatura,o prefeito Acides Bernal afirmou que o débito com o hospital, deixado pela última gestão, será pago em parcelas assim como o restante do valor firmado em contrato.

O presidente e administrador da Santa Casa,Wilson Teslenco , denominou o acordo firmado com a prefeitura como: “acordo do possível”, já que o valor firmado em contrato não é  suficiente para atender todas as necessidades do hospital.

“ Chegamos a um acordo, mas não o acordo que a Sesau gostaria ou que a Santa Casa Gostaria, chegamos ao acordo do possível. Dentro deste acordo do possível, nós da Santa Casa vamos buscar nos ajustar ao possível para entregar o necessário. ” afirmou Teslenco.