19 de junho de 2024
Campo Grande 22ºC

'MÃO AMIGA'

Acusada por fraudes, GTX Construções fatura R$ 100 milhões com Nelsinho Trad

Dono da empresa é suspeito de chefiar a máfia dos bitcoins em Mato Grosso do Sul

A- A+

A GTX Serviços de Engenharia e Construção Ltda., antiga Luxury Car Transportes e Serviços, dos empresários Ivan Félix de Lima e Rodrigo Gomes da Silva, fatura cerca de R$ 100 milhões em contratos e emendas viabilizadas com apoio do senador Nelsinho Trad (PSD).

Conforme apurado, a maioria dos contratos conquistados pela GTX são de infraestrutura e iluminação pública em municípios pequenos do interior do Estado.

Apesar do tamanho dos municípios, os contratos têm cifras altas. Um dos mais robustos contratos foi fechado em com Ivinhema, que possui 27.821 habitantes. Sob a gestão do prefeito Juliano Ferro Barros Donato, a GTX ‘abocanhou’ um contrato de R$ 56 milhões.

Nelsinho Trad e o prefeito Juliano Ferro. Foto: Redes Nelsinho Trad e o prefeito Juliano Ferro. Foto: Redes 

O recurso é uma dívida milionária ao município de Ivinhema, pois foi liberado por meio de Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento (Finisa). Para o município conseguir tal liberação, foi crucial a intervenção do senador Nelsinho Trad. Após Ivinhema abrir licitação, coincidentemente a empresa vencedora foi a GTX.

Outro projeto ambicioso e ‘salgado’ é a Orla de Ladário, cidade de 23.689 habitantes. Nelsinho destinou uma emenda de R$ 18,2 milhões para a construção da Orla na cidade que tem como prefeito Iranil Soares (MDB).

Nos dias 21 e 22 de novembro de 2023 o Prefeito de Ladário, Iranil Soares, acompanhado da Secretária Municipal de Assistência Social, esteve em Brasília para encontrar Nelsinho Trad. Foto: Redes 

Também entrou no cofre da GTX, recurso na ordem de R$ 5,7 milhões de emenda de Nelsinho, para obras no bairro Paranaguá, em Três Lagoas. A cidade tem 132.152 habitantes e o prefeito é Ângelo Guerreiro (PSDB).

Nelsinho Trad destinou emenda à Três Lagoas, do prefeito Angelo Guerreiro. Foto: Redes Nelsinho Trad destinou emenda à Três Lagoas, do prefeito Angelo Guerreiro. Foto: Redes 

 A GTX ainda ‘abocanhou’ um contrato de R$ 3 milhões para obras no bairro A-1 até a área de lazer Toca do Peixe, em Bataguassu. A cidade com 23.031 habitantes é gerida pelo prefeito Akira Otsubo (MDB).

Akira Otsubo e Nelsinho Trad. Foto: Redes Akira Otsubo e Nelsinho Trad. Foto: Redes 

Em outubro de 2023, a GTX pegou mais um contrato de R$ 1,5 milhão, para pavimentar diversas ruas do Distrito de Lagoa Bonita, em Deodápolis. A cidade minúscula, tem 13.663 habitantes e é chefiada por Valdir Sartor Gaúcho (DEM). O recurso também foi empréstimo do Finisa, por meio da Caixa Econômica Federal.  

O Prefeito Valdir Sartor ao lado do Senador Nelsinho Trad, com apoio do Secretário de Educação Adriano Pimentel e do Vereador Juninho Lima.O Prefeito Valdir Sartor ao lado do Senador Nelsinho Trad, com apoio do Secretário de Educação Adriano Pimentel e do Vereador Juninho Lima. Foto: Redes 

GTX: MÁFIA E FRAUDES

Ivan Felix leva vida de luxo em Campo Grande (MS). Foto: Reprodução | Redes Ivan Felix leva vida de luxo em Campo Grande (MS). Foto: Reprodução | Redes 

A GTX é uma das acusadas da Operação Pregão (2020), suspeita de integrar esquema de fraude licitatório num contrato de R$ 18 milhões em Dourados (MS).

Um dos donos da GTX, Ivan Félix, é conhecido como o “Rei dos Bitcoins” e investigado desde 2018, suspeito de ser um dos líderes da empresa de pirâmide (Mineworld) – uma máfia das pirâmides de bitcoin – desmantelada pelo Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público de Mato Grosso do Sul.

LIBERADO PARA LICITAR

Ivan voltou a ter o direito de contratar com o Poder Público em novembro de 2021, mesmo respondendo ação judicial por crimes contra os cofres públicos e contra a sociedade.