13 de junho de 2024
Campo Grande 23ºC

Após visita, Zeca envia documento para Ministr da Justiça sobre terra indígena em Aquidauana

A- A+

O vereador e deputado federal, Zeca do PT enviou um comunicado Ministro da Justiça, José Eduardo Cardoso, sobre a situação da retomada indígena na terra indígena Taunay Ipegue, em Aquidauana, cujo processo de demarcação iniciou há 29 anos e ainda não foi concluído como determina a Constituição Federal de 88.

O petista fez questão de fazer uma visita ontem, na área ocupada junto com representantes dos movimentos sociais e dos Direitos Humanos. “Os índios dizem que enquanto não for assinada, a referida Portaria Declaratória, vão continuar retomando as áreas tradicionais indígenas. Eles farão a auto-demarcação dos  territórios tradicionais”, disse Zeca após conversar com as lideranças Terenas.

Zeca solitou que  o Ministério da Justiça acompanhe de perto essa situação, já que uma  audiência pública será realizada hoje na Justiça Federal. “É um assunto de suma importância para os povos indígenas do Mato Grosso do Sul, que deve ser acompanhado pelas autoridades competentes”, ressaltou Zeca do PT.

Entenda o caso

Em 2010, a Justiça Federal suspendeu o processo demarcatório da terra tradicional indígena Taunay Ipegue, atendendo ao pedido dos fazendeiros.

Em abril, deste ano, a decisão foi revogada e, até hoje, os índios esperam o Ministério da Justiça expedir Portaria Declaratória, promovendo a conclusão do processo demarcatório da terra tradicional indígena Taunay Ipegue.

Na última sexta-feira, cerca de 300 os índios terenas ocuparam a fazenda Maria do Carmo, Distrito de Taunay, em Aquidauana em um processo turbulento, em que houve confronto com seguranças da propriedade.

Nesta terça-feira está marcada uma audiência entre lideranças indígenas e proprietários da Fazenda ocupada, às 14hs, na Justiça Federal em Campo Grande.

Dany Nascimento