18 de outubro de 2021
Campo Grande 23º 17º

Avanços da atual gestão do TCE-MS são reconhecidos por ministro do TCU

A- A+

Durante visita que fez ontem (10) ao Tribunal de Contas do Estado (TCE), o ministro do Tribunal de Contas da União (TCU), Vital do Rêgo, reuniu-se com o presidente Waldir Neves e conselheiros Iran Coelho, Ronaldo Chadid, Osmar Gerônimo e Marisa Serrano, quando constatou que  as ações desenvolvidas pelo TCE-MS estão em plena harmonia com o recomendado pelo TCU.

O ministro destacou o  trabalho pedagógico visando o uso correto do dinheiro público e  impedir atos de corrupção. “O  Mato Grosso do Sul possui um grande avanço nas questões pedagógicas. O presidente Waldir e todos os conselheiros, tem um compromisso com seu Estado e muitas das sugestões que nós trouxemos em nome do TCU, de implementar a interatividade, a parceria e a troca de informações, já são feitas aqui com um alto grau de especialização. O TCE tem um compromisso muito grande com a consciência pedagógica dos nosso gestores”, afirmou o Ministro.

 Outro fato destacado foi o retorno da Corte de Contas de Mato Grosso do Sul à Rede de Controle. Vital do Rêgo classificou a decisão da atual gestão como um grande avanço para a sociedade: “A Rede de Controle é sem dúvida alguma, um dos mais importantes avanços no controle interno e externo que o povo brasileiro precisa, para que os recursos da nação possam ser mais bem aplicados. Efetivamente os gestores tem esse compromisso e a Rede de Controle é aliada do bom gestor”, concluiu.

 Além dessas ações o ministro teve nas palavras do presidente Waldir Neves, apoio às futuras medidas que o TCU está recomendando para melhorar a gestão nas regiões de fronteira do Brasil. O alerta tem como base um diagnóstico incluindo a realidade de Mato Grosso do Sul que já recebeu plena atenção da Corte de Contas do Estado: “Vamos buscar uma interação, como sugere o ministro. O trabalho em parceria vai ficar mais fácil para obter resultados e fazer com que os recursos investidos sejam efetivamente bem aplicados e os resultados apareçam buscando a melhoria da qualidade de vida de população da faixa de fronteira” destacou Waldir Neves.


Com informações da Assessoria.