30 de setembro de 2020
Campo Grande 40º 23º

Bernal assina termo de cooperação entre universidade e incubadora municipal

O prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), assinou na manhã de hoje da assinatura o primeiro termo de cooperação de autorização de uso e de cooperação com a Universidade Anhanguera/Uniderp e a Incubadora Norma Edward Hanson do bairro Santa Emília - região sul de Campo Grande - para beneficiar empreendedores no ramo de produtos alimentícios. Durante a solenidade, a secretária municipal de desenvolvimento econômico, Dharleng de Oliveira destacou a importância do convênio que irá permitir que pequenos empreendedores possam ingressar no mercado com condições de competitividade. "Antes, os micro-empresários abriam suas portes e logo fechavam por não terem condições de competir no mercado. Hoje, esses empresários encontraram nas incubadoras uma forma de poder desenvolver sua criatividade e colocar em práticas suas ideias", destaca. "O que estamos vivendo hoje só mostra que nosso governo não titubeia ao tomar providências para melhorar a vida da população. Me questionam porque não fizemos contratos com empresas de publicidade, eu respondo que optamos por economizar. Fazer mais gastando menos. Só em 2013 foram R$ 400 mil economizados", afirma Bernal. Segundo a micro-empresária Rosa Maria da Silva, que vive no assentamento Estrela Campo Grande, a incubadora permitirá que a associação da qual faz parte, a Broto Frutos, possa ter condições de colocar seus produtos no mercado do setor alimentício da Capital. "Agora com a incubadora nós poderemos ter o selo sanitário, pois poderemos fabricar nossos produtos na cozinha industrial e com a ajuda da Sedesc vamos ter espaço em grandes redes de supermercados de Campo Grande para vender o que produzimos", afirma. A empresária explica que antes de ingressar no programa da prefeitura, enfrentava dificuldades para garantir o sustento da família. Agora, há cerca de um ano participando do programa, consegue tirar da produção da Broto Frutos renda suficiente para ela e sua família. A Broto Frutos, por exemplo, fabrica alimentos da frutas do serrado, como Pequi, castanha baru entre outros e os produtores que não são utilizados na fabricação de alimentos como a fibra da folha de bananeira, são usados para confecção de artesanato. Mais de R$ 1,2 milhões de créditos para micro-empresários  Durante o evento o diretor da Funsat (Fundação Social do Trabalho) Aldo Donizete anunciou que neste ano haverá disponível para empréstimo R$ 1,2 milhões para os microempresários de Campo Grande.  Segundo Aldo, em 2013, a prefeitura disponibilizou R$ 680 mil em empréstimos, na forma de microcrédito, valor bem acima do ano anterior, que foi de R$ 120 mil. O diretor da Funsat destacou que a maneria como o prefeito tem coordenado os trabalhos da fundação, concedendo autonomia para que ele juntamente com outras secretarias desenvolvam programas para capacitar a população, tem contribuído para melhorar a qualidade de vidas da população de Campo Grande. "Este ano temos uma meta de qualifica 2.240 pessoas e isso significa que a prefeitura está contribuindo para sanar um problema da economia da cidade que é a falta de mão de obras qualificada", explica Aldo. Heloísa Lazarini