25 de junho de 2024
Campo Grande 29ºC

Biffi caminha para ser o novo presidente do PT em MS

A- A+

O deputado federal Antônio Carlos Biffi (PT), que não se reelegeu nas eleições deste ano, caminha para ser o mais novo presidente do PT (partido dos Trabalhadores), em Mato Grosso do Sul.

Em conversas anteriores, Biffi disse confiante na expectativa de que o Partido dos Trabalhadores de Mato Grosso do Sul aceite seu nome e o faça novo presidente em 2015.

Segundo deputado Amarildo Cruz (PT), o partido está em um processo de negociação e até janeiro ainda vai deve continuar esse processo de composição e negociação das forças políticas visando achar um nome que possa contemplar todos os setores do partido.

“Eu acho que tem um consenso da necessidade, até porque já houve a renuncia do presidente do partido. A necessidade de ter uma força, um nome dentro do partido que possa significar um a recomposição do partido e de todas as correntes do partido para poder compor uma nova direção do PT”, disse.

“Existe muita especulação, mas manifestação pública de interesse eu não vi nenhuma além do deputado Biffi. O que existe são algumas pessoas colocando alguns nomes, alguns nomes que foram lembrados como o do Zeca, o próprio Marquinhos, o meu também foi lembrado, enfim, mas lembrado é diferente de colocado, nenhum desses nomes foi colocado efetivamente, o único é do deputado Biffi”, afirmou.

Amarildo ainda explica que o processo está em fase de negociação. “O PT precisa construir uma unidade, porque a direção precisa ter apoio do partido todo. O PT não pode mais se dividir com brigas internas porque nós temos desafios maiores fora do partido do que a nossa briga interna”.

Vander Loubet (PT), deputado federal, disse que como não tem outros candidatos, o partido está buscando um consenso em torno do nome do deputado Biffi. “O Biffi assumiu o compromisso da reestruturação do partido, recompor o diretório, a equipe que vai reduzir os trabalhos até 2016 e acho que tem tudo para ser ele, porque ele vai ter tempo porque vai deixar de ser deputado”, analisou.

Paulo Duarte está no comando do partido desde fevereiro de 2014 e decidiu abrir mão da presidência para se dedica ao ultimo ano de mandato como prefeito de Corumbá, visando a reeleição em 2016.

Leide Laura Meneses