29 de novembro de 2020
Campo Grande 35º 23º

Chocolate mantém mistério sobre voto e aconselha Bernal

O vereador Chocolate (PP) continua o mistério sobre seu voto na sessão de julgamento que decide pela cassação ou arquivamento do processo contra o prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), amanhã.

“Eu estou agora com a minha família, mas já dei uma olhada no relatório (da comissão processante). A gente está acompanhando. Vou votar de acordo com o que acho melhor para Campo Grande. Amanhã com certeza meu voto vai ser a favor de Campo Grande”, declarou.

O vereador que votou pela abertura da comissão processante, surpreendendo seus colegas da base de sustentação e atraindo a fúria do prefeito para si, aproveitou para aconselhar Bernal caso não seja cassado.  “O Bernal ficando com certeza tem que amadurecer, construir um novo momento e esquecer o que passou. Amanhã o Bernal não sendo cassado tem que mudar a postura para que não venha a sofrer isso novamente”, disse.

Questionado se ainda se considerava da base do prefeito, Chocolate optou por mais mistério e afirmou que somente em fevereiro responderia a esta pergunta.

Para escapar de perder o mandato, o prefeito precisa conquistar pelo menos quatro vereadores já que Paulo Pedra (PDT), Alceu Bueno (PSL), e os tucanos Rose Modesto e João Rocha ainda não se decidiram sobre seus votos. Até o momento, Bernal tem garantido apenas os vereadores: Zeca do PT, Alex do PT, Airton Araújo (PT), Luiza Ribeiro (PPS), Gilmar da Cruz (PRB) e Cazuza (PP).

Diana Christie