15 de junho de 2024
Campo Grande 30ºC

ELEIÇÕES 2022

Conhecido por falcatrua, vereador bolsonarista puxa atos golpistas em MS

Em abril de 2021 o bolsonarista chegou a ter o mandato cassado

A- A+

Sandro Trindade Benites (Patriota), de 46 anos, vereador de Campo Grande (MS), que ganhou notoriedade pela falcatrua de supostamente ter usado, em 2020, R$ 5 mil do Fundo Especial de Financiamento de Campanhas (FEFC) destinado à campanha da enfermeira Sônia Maria Correia dos Santos, mais conhecida como Soninha da Saúde, é um radical que puxa os atos golpistas e moralistas que pedem “intervenção federal” (novo nome dado ao golpe militar) e que não reconhecem a vitória de Lula (PT), em Mato Grosso do Sul.

Em abril de 2021, o bolsonarista chegou a ter o mandato cassado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MS). Entretanto, conseguiu impetrar um recurso e segue no cargo com o processo paralisado há 18 meses. 

Na época, na ação, o Ministério Público apontou que Benites recebeu doação de R$ 5 mil de Soninha da Saúde. O MP alegou que a situação configurava desvio na aplicação das verbas do Fundo destinado à candidatura feminina. Conforme a representação ao utilizar tal recurso —  equivalente a 1/3 do total recebido pela candidata na campanha - o bolsonarista teria ofendido a "moralidade do pleito e a igualdade de chances entre os candidatos".

O processo que está nas mãos do Juiz Eleitoral Juliano Tannus e segue sem data para ser votado. Tannus é advogado e atualmente exerce a função de juiz titular do TRE/MS.

Justamente esse político que até hoje não provou não ter roubado os cofres públicos é porta voz dos moralistas que promovem atos em frente ao Comando Militar do Oeste (CMO).

Além de xingar o atual presidente, o bolsonarista o acusa falsamente ter ligações com o narcotráfico e deverá ser responsabilizado por isso, conforme o também vereador Professor André Luis, Rede Sustentabilidade, que vai formalizar denúncia contra Sandro Benites ao Ministério Público e vai pedir uma nova cassação do mandato do colega na Câmara municipal da Capital. 

Tentamos falar com Sandro Benites por telefone, mas as ligações não foram atendidas. Deixamos mensagens, questionando o vereador sobre o desfecho do processo e aguardamos uma resposta. 

O MS Notícias também pediu informações ao TRE-MS sobre o processo que investiga Benites e aguarda um posicionamento. 

Em razão das paralisações que ocorrem desde o dia 31 de outubro, na Avenida Duque de Caxias, em frente ao CMO, também cobramos detalhes do diretor-presidente da Agetran, Janine de Lima Bruno sobre quais estão sendo as diretrizes para debelar as interrupções do trânsito. Aguardamos futuros esclarecimentos.  

POSIÇÕES POLÍTICAS DE MS

Apesar de integrar o mesmo partido, Benites destoa da atual prefeita de Campo Grande, Adriane Lopes, que reconheceu a vitória de Lula (PT), assim como esposo dela, o presidente regional do Patriota, deputado estadual Lídio Lopes. O casal fez suas menções parabenizando Lula nas redes sociais. Eis os respectivos posts: 

 

Benites defendeu a candidatura de Eduardo Riedel (PSDB), eleito governador de Mato Grosso do Sul. O político tucano também reconheceu a vitória de Lula e disse que trabalhará em prol de MS mantendo um com diálogo com o novo presidente. “Como governador eleito. Eu sempre disse, quem tiver naquela cadeira tem a responsabilidade de conduzir o estado, em torno de políticas públicas, projetos e não vai ser diferente com o presidente Lula. E nós faremos esse trabalho pelo estado de Mato Grosso do Sul. E eu não tenho dúvida que ele não se negará em apoiar o estado em políticas públicas importantes que nós tenhamos para nossa gente”, garantiu em coletiva no início da noite do dia 30 de outubro, quando Lula foi eleito.