12 de agosto de 2020
Campo Grande 33º 20º

CPI da saúde encontra diversas irregularidades nas unidades hospitalares de MS

cpi da saude

Esta sendo lido nesta tarde o relatório final da CPI da Saúde constituída pelos deputados Amarildo Cruz (PT), presidente, Junior Mochi (PMDB), relator, Lauro Davi (Pros), vice-presidente, Maurício Picarelli (PMDB) e Onevan de Matos (PSDB) na Assembleia Legislativa.

De acordo com o deputado Amarildo Cruz, foram lidas 104 páginas de relatório, 96 pessoas foram ouvidas, 14 unidades de saúde foram visitadas e 35 audiências foram feitas sobre o assunto.

Mais de setenta mil documentos foram analisados e foram detectadas várias impropriedades, irregularidades e improbidades administrativas. Além disso, todos os municípios que foram visitados se encontram irregulares quanto a situação da saúde pública.

Médicos recebendo salários maiores que o teto salarial e desrespeitando os horários estabelecidos para entrada e saídas nas unidades foram algumas das situações irregulares encontrada pela CPI da Saúde.

Também foi constatado que a maioria dos conselhos municipais está desprovida de suporte técnico adequado. Outro ponto analisado foi o valor repassado pelo SUS (Sistema único de Saúde) abaixo do necessário. Os onze municípios analisados gastam mais de 15% do orçamento com a saúde.

Alan Diógenes e Diana Christie