05 de maro de 2021
Campo Grande 28º 21º

CPI vai investigar distribuidoras e postos de combustível em Mato Grosso do Sul

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Junior Mochi (PMDB), assinou na sessão desta quinta-feira (29),Ato 11/15, que cria a CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) do Combustível.

Proposta pelo deputado Barbosinha (PSB), a CPI vai investigar eventuais irregularidades nos preços praticados na distribuição e comercialização de combustível em Mato Grosso do Sul. 

Conforme deputado, o objetivo é investigar margem de lucro das distribuidoras e postos, motivo da diferença de preço praticado por distribuidoras na venda de combustível para postos da Capital e do interior do Estado assim como diferença de preço praticado entre postos. Outra denúncia que será alvo de investigação da CPI, é possível formação de cartel em municípios do interior do Estado. Segundo Barbosinha, durante audiência pública realizada na Casa para discutir assunto, donos de postos de combustível de Dourados, por exemplo, denunciaram prática de cartel.

“Este fato tem afetado diretamente a vida dos consumidores, que não estão mais suportando a alta dos preços dos combustíveis. A administração pública está perdendo a arrecadação e muitos comerciantes auferem margens de lucro inferior ao mínimo necessário enquanto outros praticam margem de lucro acima do razoável”, disse Barbosinha.   

Na próxima semana, os deputados devem escolher presidente, vice-presidente, relator e dois membros da Comissão para em seguida definir calendário de oitivas.