19 de abril de 2021
Campo Grande 31º 20º

Dicionário legislativo deve ampliar conteúdo informativo a deficientes

Acordo firmado entre Câmara Federal, Ministério do Planejamento, orçamento e Gestão e Universidade Federal da Paraíba (UFBA) deverá incluir termos do cotidiano legislativo no dicionário de sinais do aplicativo VLibras – conversos de conteúdos da internet para linguagem de sinais. Segundo deputados, a intenção é ampliar o conteúdo informativo de 10 milhões de portadores de deficiência auditiva e, em especial, dos que utilizam a Língua Brasileira de Sinais (Libra), como primeira língua, em vez do português.

Hoje, o software VLibras faz a tradução de 7.400 sinais de sites comerciais e do governo; com o dicionário elaborado pela Câmara, serão incluídos mais 1.200 sinais. Caberá aos intérpretes de Libras da TV Câmara traduzir para a língua de sinais as informações do legislativo. O intercâmbio de dados pode tratar, por exemplo, da tramitação de uma Medida Provisória no Congresso Nacional. Esse material será enviado para a Universidade Federal da Paraíba, onde a figura humana será substituída por um avatar - expressão que traduz uma figura gráfica no meio digital.

A versão atual do aplicativo VLibras foi desenvolvida em parceria entre Ministério do Planejamento (Mpog) e Universidade Federal da Paraíba (UFPB). O tradutor está disponível nas versões Android e iOS para smartphones e tablets e pode ser baixado de forma gratuita  clique aqui.