12 de junho de 2021
Campo Grande 25º 14º

Dilma chega a Campo Grande para inauguração da Casa da Mulher Brasileira

A- A+

Pontualmente às 9h a presidente Dilma Rousseff (PT) desembarcou em Campo Grande para participar da cerimônia de inauguração da Casa da Mulher Brasileira, na Capital, a primeira do país.

O avião presidencial pouco na Base Aérea do Exército há pouco menos de cinco minutos e Dilma já se encaminhou para Casa da Mulher Brasileira, que fica no Jardim Imá, próxima à Base.

A Casa da Mulher Brasileira é um dos projetos que marcam o governo da presidente Dilma Rousseff. A obra foi custeada pelo governo federal, que investiu mais de R$ 9 milhões. 

Neste momento, a presidente foi recebida pelo governador do Estado Reinaldo Azambuja (PSDB), pleo prefeito de Campo Grande Gilmar Olarte (PP), e está acompanhada por Kátia Abreu, ministra da Agricultura; Tereza Campello, ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome; Izabella Teixeira, ministra do Meio Ambiente; Thomas Timothy Traumann, ministro da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República; Nilma Lino Gomes, chefe da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial da Presidência da República; Eleonora Menicucci de Oliveira, chefe da Secretaria de Políticas para as Mulheres; Ideli Salvatti, chefe da Secretaria de Direitos Humanos e pela ministra vice-presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Carmem Lúcia.

A visita de Dilma às instalações de Casa deve durar 40 minutos e depois, a presidente segue para cerimônia de inauguração. No local, mulheres índias seguram balões com mensagens pedindo fim da violência contra mulher índia, e moradores da favela Cidade de Deus agradecem a Casa, mas pedem moradia digna à presidente. A expectativa é que a cerimônia seja acompanhada por 1300 pessoas, capacidade máxima do local. 

O objetivo da Casa é ajudar mulheres no combate à violência e dar condições a elas de emancipação e independência através da qualificação profissional, da assistência jurídica, psicológica e da inclusão em projetos sociais como Minha Casa Minha Vida e Bolsa Família.

Outra novidade na Casa, é o funcionamento de uma Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher) 24 Horas, também a primeira do país. A Deam contará com cinco delegadas plantonistas e 40 investigadores.