08 de maro de 2021
Campo Grande 30º 20º

"Ele vai passar, vamos ficar livre desse prefeito com eleições", diz Tabosa em resposta a Bernal

Leia também

• Presidente do Sisem critica Bernal por reedição de decreto que suspende promoção de servidores

• Bernal diz que está fazendo melhor possível depois de receber Prefeitura 'destruída por Olarte'

• Bernal determina volta de jornada de 8 horas e servidores podem entrar em greve a partir de segunda

"Ele vai passar, agora com eleições vamos ficar livre desse prefeito, mas o Sisem, os servidores vão continuar”, foi assim que Marcos Tabosa respondeu as declarações do prefeito Alcides Bernal (PP), que criticou Tabosa na manhã desta sexta-feira (8) ao dizer que sindicalista não pode ser “dono do servidor”.

A guerra entre Bernal e Tabosa começou assim que ano de 2016 se iniciou e foi agravada esta semana depois de algumas medidas adotadas pelo prefeito que contrariaram servidores.

Nesta quinta-feira (7), Tabosa criticou prefeito por reeditar decreto 12.798 que prorrogou por mais quatro meses suspensão de diversos direitos dos servidores, entre eles pagamento de promoções e ausências para cursos. Tabosa considerou decisões de Bernal unilateral por não consultar categoria. Bernal, em resposta, negou declarações de Tabosa e disse que ‘conversa diariamente com servidores.’

Para presidente do Sisem, declarações não passam de ‘show para imprensa’. “Ele enquanto prefeito tem que discutir e debater com sindicato não é com Tabosa, pessoalmente, ele tem que falar com Sisem e com servidores, respeitar instituição".