19 de maio de 2024
Campo Grande 18ºC

ATENTADO | BARBÁRIE

Homem invade creche e mata 4 alunos; 'criança estava com machado na cabeça'

Após matar as pequenas, ele se entregou

A- A+

Um criminoso, de 25 anos, invadiu, na manhã desta 4ª.feira (5.abr.23), a creche Cantinho Bom Pastor, na Rua dos Caçadores, no Bairro da Velha, em BlumenauSanta Catarina, armado com uma machadinha e matou 4 crianças.  

As vítimas são três meninos e uma menina. Duas crianças tinham 4 anos, uma 5 anos e outra 7 anos. Todas morreram no local ao serem alvos do criminoso. "Foram confirmados 4 óbitos e outras vítimas foram encaminhadas aos hospitais da cidade para atendimento", explicou a Polícia Militar em nota.  

Após matar as pequenas, ele se entregou na guarda do 10º Batalhão de Polícia Militar, onde foi preso e encaminhado à Polícia Civil para as providências. 

O Hospital Santo Antônio informou que recebeu quatro crianças de 0 a 2 anos vítimas do atentado na creche.

Elas foram atendidas pela equipe de urgência e Emergência e as famílias estão recebendo apoio da equipe multiprofissional da instituição.

A mãe da catarinense Daniela Mantau, de 47 anos, ligou para a filha imediatamente ao ver de sua janela as cenas de terror no pátio da Creche Cantinho Bom Pastor. Segundo a moradora, que havia saído para trabalhar na hora do ataque, a mãe relatou ter visto uma criança “com o machado na cabeça” no momento em que as ambulâncias chegaram ao local.

— É desesperador. Moro em frente à creche. Minha mãe me ligou no momento que estava acontecendo. Minha mãe viu uma das criancinhas com o machado na cabeça, parece que era um menininho. Eram crianças do pré, estavam no parquinho. Ele pulou o muro. Meu filho estudou ali, é uma creche particular muito boa. Estou revoltada — relatou.  

O governador de Santa Catarina, Jorginho Mello, lamentou o ataque à escola de Blumenau. "É com enorme tristeza que recebo a lamentável notícia de que a creche particular Cantinho do Bom Pastor, em Blumenau, foi invadida por um assassino que atacou crianças e funcionários. Infelizmente quatro não resistiram e morreram, além de três feridos", escreveu.

"Determinei imediatamente a ação das nossas forças de segurança, que já estão no local. O assassino já está preso. Deixo aqui a minha total solidariedade. Que Deus conforte o coração de todas as famílias neste momento de profunda dor", acrescentou o governador.