19 de junho de 2021
Campo Grande 27º 14º

Hospital Regional foi tratado com prioridade em reunião entre equipes de transição

A- A+

A reunião entre as equipes de transição do governador André Puccinelli (PMDB) e do governador eleito Reinaldo Azambuja (PSDB) para tratar da pasta da saúde teve como prioridade o atendimento do Hospital Regional, que hoje é o principal centro de atendimento do Estado.

Segundo Marcelo Miglioli, coordenador da equipe de transição de Reinaldo, o encontro, que contou com presença de Puccinelli, foi positivo. "Fomos bem recebidos, fizemos um ofício solicitando informação, mas já pudemos tomar conhecimento da pasta. Nosso papel a partir de 2015 será trabalhar de acordo com o que existe hoje", explica. Ainda segundo Miglioli, a saúde, por ser prioridade para Reinaldo, desde a campanha, deve receber atenção especial. "Ainda esta semana vou repassar a Reinaldo todas as informações colhidas, mas a saúde certamente continuará sendo prioridade dele", explica.

Durante a reunião, foram repassadas à equipe de Reinaldo, principalmente, informações sobre a realidade de trabalho do HR (Hospital Regional). Segundo o diretor do hospital Rodrigo Aquino, 95% dos pacientes atendidos no HR são de Campo Grande e apenas 5% são do interior do Estado. esses dados mostram o quanto a saúde em Mato Grosso do Sul carece de novos hospitais, principalmente no interior, para atender a demanda excessiva.

Rodrigo fez questão de explicar à equipe de Reinaldo que hoje um dos principais problemas enfrentados pelo HR é a demanda de pacientes que poderiam ser atendidos nas unidades de saúde da Capital. De acordo com o diretor do HR, 70% das pessoas que procuram o Regional vão até o hospital espontaneamente por não encontrem solução para problemas de baixa complexidades nas UBS e UPA. "Hoje, 40% dos pacientes atendidos no Regional recebem alta em menos de 24 horas. Esse tipo de atendimento o município poderia oferecer", explica Rodrigo.

Já o secretário estadual de saúde Antonio Lastória ressaltou que, embora ainda haja déficits na saúde, o setor avançou significativamente nos últimos oito anos. "Em especial no HR tivemos uma melhora altíssima na infraestrutura com as reformas e no atendimento", afirma. Lastória também anunciou que embora a equipe de Reinaldo não tenha solicitado nenhum dado específico ainda, conforme determinação do governador André Puccinelli, todos os dados e números referentes á saúde pública no Estado desde 2007 já estão catalogados e deverão ser repassados a equipe de Reinaldo assim que solicitado.

Heloísa Lazarini e Dany Nascimento