12 de junho de 2024
Campo Grande 23ºC

Assembleia Legislativa

Líder do governo confirma tendência de PSDB de apoiar Mochi na presidência da Assembleia

Para deputado Rinaldo Modesto, eleição de Mochi é fundamental para manter Legisaltivo unido

A- A+

As discussões entre deputados e governo sobre eleição da mesa diretora da Assembleia Legislativa se estenderam durante todo dia de hoje, e ao que tudo indica, amanhã às 9h os deputados deverão selar acordo e confirmar o deputado Junior Mochi (PMDB) como novo presidente da Assembleia.

A informação é do futuro líder do governo deputado Rinaldo Modesto (PSDB, que conversou há pouco com MS Notícias durante nomeação de secretários adjuntos na Governadoria. 

Segundo Rinaldo, a bancada do PSDB e o próprio governador Reinaldo Azambuja (PSDB) sabem da importância de manter o Legislativo unido e disposto a trabalhar junto a Reinaldo para garantir que o projeto de governo tucano seja aplicado. Por isso, conforme Rinaldo, já escolhido por Azambuja para ser líder do governo, retribuir o apoio do PMDB no segundo turno das eleições e reconhecer o desejo da maioria dos deputados de ter Mochi na presidência é o caminho mais prudente a seguir.

"O governador já nos disse que não irá interferir, mas que se for possível obter consenso será importante não só para Legislativo, mas para toda população. Amanhã teremos uma reunião e iremos definir 100% da mesa", disse Rinaldo.

O tucano afirmou que Mochi deverá ser confirmado como presidente por questões naturais e estranhou a contrariedade do democrata Zé Teixeira depois da reunião de hoje, pois segundo Rinaldo, essa composição é favorável ao governo e não deve haver entre membros da bancada governista nenhum problema quanto a nova mesa diretora.

"Mochi está tendo apoio natural de todas as correntes partidárias, e isso é fundamental, além de ele ser uma pessoa equilibrada, um camarada centrado e sabemos da importância dessa união. Não temos nada contra essa composição, até porque faremos parte na 1ª vice-presidência que possivelmente será ocupada pelo Onevan, mas tenho certeza que todas as bancadas serão contempladas."

Rinaldo, no entanto, não confirmou se o cargo de 1º secretário ficará de fato com Zé Teixeira. Hoje, depois da reunião, nem o próprio democrata confirmou. Teixeira chegou a dizer que não deve ir a reunião de amanhã por uma questão de agenda.