19 de maio de 2024
Campo Grande 17ºC

NOVO GOVERNO

Lula encontra Simone Tebet nesta 3ª.feira

Devem discutir chefia do Planejamento

A- A+

A ex-senadora sul-mato-grossense Simone Tebet (MDB), deve ter uma reunião com o presidente eleito Lula (PT) nesta 3ª.feira (27.dez.22), afirmou o blog da Andréia Sadi, no g1

O teor da reunião deve ser para que Tebet assuma o ministério do Planejamento.

Nesta 2ª (26.dez.22), Lula esteve em reunião com o futuro ministro da Fazenda, Fernando Haddad, que não tem veto a Tebet no Planejamento.

Sadi afirmou em seu blog que novo governo descartou hoje, incluir bancos públicos, como Banco do Brasil e Caixa, sob o guarda-chuva do Planejamento, como teriam sugerido interlocutores da senadora  ao governo de transição.

Assessores de Tebet, negam que ela tenha feito qualquer reivindicação sobre nomear comando de bancos públicos, que se trata de políticas públicas dos bancos. E, inclusive, lembram que ela repete que o BNDES está muito bem alocado no MDIC sob comando do vice-presidente Geraldo Alckmin. O que o MDB e Tebet querem é saber se o Planejamento terá o PPI. Isso, sim, pode acontecer, segundo fontes do PT.

Na conversa, segundo o blog apurou, o presidente eleito, questionado, também garantiu ao futuro ministro da Fazenda que o indicado (ou indicada) ao Planejamento precisará estar afinado com Haddad — fala de Lula quando do anúncio de Haddad na Fazenda.

Como o blog publicou, o convite a Tebet foi feito na última sexta-feira (23), durante viagem de volta de Brasília a São Paulo. Tebet ficou de pensar e pediu o organograma do Planejamento para entender o que estará sob o guarda-chuva da pasta que será recriada.

Haddad tem sido um dos principais defensores no novo governo a respeito da necessidade de se indicar Simone Tebet e Marina Silva (Rede-SP) ao governo.

No caso de Marina, foi Haddad quem costurou a reaproximação da deputada federal com Lula na campanha.

Sobre Tebet, a informação que o PT estava trabalhando era a de que o MDB gostaria de um ministério finalístico. O Planejamento foi oferecido a ex-governadores a pedido de Lula -- como Renan Filho -- que foi até sondado por Haddad.

Até Jorge Viana foi citado mas não chegou a ser sondado pois surgiu o nome de Tebet no final da semana passada.

A decisão deve sair nos próximos dias.