21 de abril de 2021
Campo Grande 32º 18º

Mario Cesar volta à Câmara e afirma que desistiu da presidência por 'isenção' na Casa

A- A+

O vereador Mario Cesar (PMDB) chega à Câmara nesta quinta-feira (26) depois de conseguir na Justiça recondução ao cargo, porém, como já havia antecipado no mandado de segurança impetrado por ele, o vereador peemedebista renunciou ao cargo de presidente do Legislativo Municipal.

Mario explica que renúncia é uma forma de garantir a isenção de seu mandato e sua atuação na Casa. "Voltei para exercer o meu trabalho como legislador. Eu abri mão da presidência para manter a isenção na Casa, para que os trabalhos continuem sem interferências. Estou muito tranquilo e vou continuar meu trabalho".


O vereador evitou comentar decisão da Câmara de não cassar prefeito afastado Gilmar Olarte. Mario apenas declarou respeitar decisão da Casa. "Não vou entrar nesse mérito, porém acredito que a Câmara tomou a decisão que deveria tomar." O vereador que estava afastado desde dia 25 de agosto deste ano, conseguiu na terça-feira (24) na Justiça autorização para retornar ao Legislativo. Mario foi recebido e cumprimentado pelos colegas da Casa. 

Durante sessão desta quinta-feira (26), o presidente em exercício, vereador Flávio César (PTdoB), leu carta de renúncia de Mario e acatou pedido. Flávio convocou sessão extraordinária para sexta-feira (27) para eleição da nova mesa diretora da Câmara. "Como presidente em exercício acato o pedido de renúncia e convoco uma sessão no dia 27 de novembro sexta às 9 horas para proceder a eleição para o cargo de presidente da Câmara Municipal".

Até momento, apenas vereadores João Rocha (PSDB) e Paulo Siufi (PMDB) manifestaram desejo de concorrer ao cargo de presidente. Rocha conta com apoio da bancada do PT, e Siufi ainda não recebeu apoio público de outras bancadas além do PMDB.