24 de novembro de 2020
Campo Grande 35º 21º

ELEIÇÕES 2020 | ANÁLISE

MDB busca dar a volta por cima disputando prefeituras de 35 municípios

Mesmo com sua representatividade nos mandatos executivos e legislativos diminuída, o Movimento Democrático Brasileiro não se abateu

Leia também

• Pesquisa mostra que diminui diferença de Iunes para Dr. Gabriel e Paulo Duarte

• Arlei abriu 17 pontos de vantagem nas intenções de voto sobre 2º colocado

Sucessivas derrotas eleitorais e políticas, acumuladas com a prolongada exposição negativa na mídia, abalaram muito o MDB, mas não com impacto tão profundo que pudesse tirar do partido a vocação para as disputas democráticas. Mesmo com sua representatividade nos mandatos executivos e legislativos diminuída, o Movimento Democrático Brasileiro não se abateu. E nestas eleições procura renovar a determinação de sair das cinzas e mostrar que continua sendo uma das maiores e mais importantes organizações partidárias da América Latina.

OS DESAFIOS

Em Mato Grosso do Sul, os emedebistas estão na disputa de 35 prefeituras. Na maior delas, a de Campo Grande, o partido entrou na corrida sem a sua principal liderança, o ex-governador André Puccinelli. O candidato é o deputado estadual Márcio Fernandes, que tem como vice a ex-secretária de Cultura e ex-vereadora Juliana Zorzo. Mas tanto na Capital como no interior Puccinelli está presente na campanha de sua agremiação. Quebra o sereno da aposentadoria e leva aos candidatos o maia almejado apoio destas eleições.

Se em Campo Grande o desafio pode ser uma batalha ingrata, o mesmo não se pode afirmar em relação a outras cidades, nas quais os candidatos do MDB - alguns já com mandatos e em busca da reeleição - têm chances concretas - ao menos é o que sugerem as pesquisas de intenção de voto realizadas e divulgadas de acordo com a legislação.  

Em Corumbá a disputa é dura e tem três concorrentes com mais chances no páreo. O nome do MDB é o do ex-prefeito e ex-deputado estadual Paulo Duarte, que briga contra a máquina do prefeito Marcelo Iunes (PSDB), que quer se reeleger, e ainda encara a ascensão do vereador e médico Gabriel de Oliveira (PSD). Nas pesquisas, as pontuações do trio passeiam pelos três primeiros lugares.

Paulo Duarte, foi deputado estadual por dois mandatos e prefeito de CorumbáPaulo Duarte foi deputado estadual por dois mandatos e prefeito de Corumbá - Foto: Reprodução/Redes sociais

GESTÃO APROVADA

Em Maracaju, o prefeito Maurílio Azambuja (MDB) é o grande cabo eleitoral do partido. Sua gestão, reconhecida pelos indicadores oficiais como uma das melhores e responsável pela subida do município ao topo do ranking dos mais desenvolvidos, é um dos apelos centrais na campanha do candidato emedebista, o ex-secretário de Planejamento e Fazenda, Lenílso Carvalho.  

Esses são: a esquerda Maurílio Azambuja e Lenílso Carvalho Esses são: a esquerda Maurílio Azambuja e Lenílso Carvalho. Foto: Reprodução/Redes sociais 

Sidrolândia é mais um dos redutos tradicionais do poderio político-eleitoral do MDB, graças ao ex-prefeito Daltro Fiúza, que já esteve em três ocasiões à frente do Executivo. Agora está na luta por mais um mandato e tem como principal adversário o também ex-prefeito Enelvo Felini, do PSDB. O resultado desse tira-teima entre as duas mais fortes lideranças locais está sendo aguardado com grande expectativa pela população.

Daltro Fiúza concorre à cargo eletivo no interior de MS.  Daltro Fiúza concorre à cargo eletivo no interior de MS. Foto: Reprodução/Redes sociais  

Em Nova Alvorada do Sul conquistar o quarto mandato é o objetivo do prefeito Arlei Barbosa e das lideranças tradicionais do MDB. A trajetória do prefeito começou no PT, quando tirou de cena forças tradicionais. Mas sua história no ambiente petista não durou muito. Atendeu aos apelos de amigos e simpatizantes e tornou-se emedebista, conservando intacto o princípio do olhar inclusivo e de modernidade, que marcou suas administrações e fez Nova Alvorada do Sul ficar entre os municípios que mais cresceram no Estado, juntamente com Maracaju e Sidrolândia.

Arlei Barbosa, em campanhaArlei Barbosa, em campanha. Foto: Reprodução/Redes sociais

EXPERIÊNCIA

Para quem mora em Rio Verde, especialmente os mais antigos, eleição com Zé de Oliveira na parada é algo corriqueiro. Ele está escolado por 11 disputas, foi deputado estadual e possui quatro mandatos de prefeito. Busca o quinto agora, pelo velho e emblemático MDB, fiel ao líder André Puccinelli, a quem admira. A recíproca é verdadeira. Em junho deste ano, em seu escritório, o ex-governador lançou a candidatura de Zé de Oliveira e expressou a certeza de que o quinto mandato está anunciado.

Ex-Prefeito de Rio Verde Zé de Oliveira e André PuccineliEx-Prefeito de Rio Verde Zé de Oliveira e André Puccinelli. Foto: Reprodução/Redes sociais 

Em Bataguassu, o decano ex-vereador, ex-deputado estadual e ex-deputado federal Akira Otsubo, aos 82 anos e uma coleção de mandatos desde 1970, não quer encerrar sua vida pública no cargo que ocupa atualmente, o de vice-prefeito. Busca o coroamento em alto estilo, com chave de ouro, tendo nas mãos a principal caneta do Executivo Municipal.

Ex-deputado federal Akira Otsubo é candidato à prefeito em Bataguassu Ex-deputado federal Akira Otsubo é candidato à prefeito em Bataguassu. Foto: Reprodução/Redes sociais 

Ilca Corral Domingos é a única das sete candidatas emedebistas que já exerceu o mandato de prefeita e agora faz campanha para voltar ao comando político-administrativo de Nioaque.  Em Bodoquena, com a renúncia do médico e ex-prefeito Jun Iti Hada, que alegou razões de "foro íntimo", a empresária Girleide Rovari foi a opção do MDB para entrar na disputa já com a campanha em andamento.

Essa é Ilca Corral Domingos, candidata em Nioaque. Essa é Ilca Corral Domingos, candidata em Nioaque. Foto: Reprodução/Redes sociais  

Estes são os candidatos e candidatas do MDB para prefeituras em Mato Grosso do Sul:

 

  • COSTA RICA - Leandro Bortolazii
  • BRASILÂNDIA - Antonio de Padua Thiago (reeleição)  
  • PARANAÍBA - Diogo Tita Queiroz
  • RIO BRILHANTE - Lucas Foroni
  • RIO VERDE - Zé de Oliveira
  • CAMPO GRANDE - Márcio Fernandes
  • CORUMBÁ - Paulo Duarte
  • BANDEIRANTES - Marcelo Abdo
  • CASSILÂNDIA - Ivete Galacini
  • APARECIDA DO TABOADO - Sirlei Melo
  • ANAURILÂNDIA - Luci Palmeira
  • BATAGUASSU - Akira Otsubo
  • PARAÍSO DAS ÁGUAS - João Cassiano Jr
  • RIBAS DO RIO PARDO - Fabiana Silveira Galvão, vereadora, 46
  • CORONEL SAPUCAIA - Rudi Paetzold (reeleição)
  • PARANHOS - Heliomar Klabunde
  • SETE QUEDAS - Ronaldo Antonio Félix, o Ronaldo Cabeção
  • IVINHEMA - Rogério Câmara
  • BATAYPORÃ - Jorge Takahashi
  • NOVA ALVORADA DO SUL - Arlei Barbosa (reeleição)
  • DOIS IRMÃOS DO BURITI - Wlademir de Souza Volk, o Japão, ex-prefeito
  • FÁTIMA DO SUL - Dirceu Degutti
  • LADÁRIO - Munir Sadeq Ramunieh
  • SIDROLÂNDIA - Daltro Fiúza
  • NAVIRAÍ - Vinícius Giusti de Andrade, o Vinícius da Campanário
  • MARACAJU - Lenílso Carvalho
  • ANASTÁCIO - Douglas Figueiredo
  • MUNDO NOVO - Toninho Cavalcanti
  • NIOAQUE - Ilca Corral Mendes Domingos
  • DEODÁPOLIS - Robson Hevércio Moura, o Robson da Sorveteria
  • GUIA LOPES DA LAGUNA - Cláudio Marques, pecuarista
  • BODOQUENA - Girleide Rovari
  • CORGUINHO - Reginaldo Alberto Nery, o Régis
  • ROCHEDO - Thomaz Jonhson Abdonor
  • FIGUEIRÃO - Marianna Barbosa