16 de abril de 2024
Campo Grande 24ºC

Justiça decide manter Giroto e João Amorim em liberdade

A- A+

A Justiça manteve a decisão de conceder liberdade aos investigados na Operação Lama Asfáltica, por meio do desembargador e relator do processo, Dorival Moreira dos Santos do TJ-MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul). 

A liberdade foi concedida no último sábado (14), para o ex-deputado federal Edson Giroto ao empresário João Amorim e outros investigados e agora todos podem responder em liberdade, pois de acordo com o relator, todos se propuseram a depor. 

Dando continuidade as investigações, novas oitivas serão realizadas nesta terça-feira (17) e os acusados serão ouvidos por promotores de Justiça do MPE (Ministério Público Estadual), com Giroto, Amorin, Átila Garcia Gomes Tiago de Souza, Elza Cristina Araújo dos Santos,  Maria Wilma Casanova Rosa, Maxwell Thomé Gomez, Rômulo Tadeu Menossi, Wilson Cabral Tavares e Wilson Roberto Mariano de Oliveira.

Investigação
A investigação envolve suspeita de fraude em licitações, falsificações e outras irregularidades em contratos com a empresa Proteco que realizava a recuperação da estrutura da faixa de rolamento da rodovia MS-228, fazendo a aplicação de revestimento primário e implantação de dispositivos de drenagens, entre os Km 35,0 e Km 77,0 em Corumbá. Na apuração dos fatos, no entendimento da Justiça.