27 de outubro de 2020
Campo Grande 28º 22º

CÂMARA MUNICIPAL

"Não existem bandeiras, partidos e não existirão se quer eleições", diz vereador

Dr. Lívio criticou colegas: "Não faça disso um cenário político, é momento de se unir no combate ao coronavírus"

O vereador e médico oftalmologista de Campo Grande, Dr. Lívio (PSDB), parabenizou o prefeito Marquinhos Trad (PSD), pelas decisões frente a prefeitura e criticou colegas que, segundo ele estão fazendo uso político da situação. Lívio pediu atenção e seriedade no enfrentamento a doença COVID-19 durante sessão ordinária na Câmara Municipal nessa quinta-feira (19). “Não vamos fazer desse cenário um cenário político, não existem bandeiras, não existem partidos e não existirão se quer eleições, talvez”, disse Lívio. 

“Nós não estamos vivendo momentos eleitoreiros, momentos normais. Todas as medidas aqui devem ficar em segundo plano, se não estão relacionadas ao combate à essa epidemia. Nós estamos em tempo de guerra. Todos nós vamos ser afetados, estou profundamente preocupado com a sobrevivência dos profissionais de saúde”, disse ao iniciar sua fala na tribuna. 

Para ele, os profissionais da saúde vão enfrentar risco de morte e são os mais afetados pelo vírus. O vereador ainda criticou o colega Vinicius de Siqueira (DEM). “Aliás me surpreendeu vereador Vinicius Siqueira, que vossa excelência protocolou o plano de prevenção da sessão passada e vossa excelência não estava presente na sala”, disse olhando nos olhos do colega. 

“Vamos parar com essa hipocrisia e vamos encarar a situação como ela é! Vamos parar de pensar que nós estamos em ano eleitoral. E vamos fazer as coisas de maneira prática, combater nas nossas redes sociais a divulgação de informações incorretas. É necessário que nesse momento a gente tenha uma responsabilidade maior do que ficar jogando para plateia, uma situação que é egoísta, que é idiota. E quando eu falo em idiota é aquele cidadão que consegue sair de casa só olhando para o próprio umbigo”, assentou o doutor. 

Para o vereador, o comércio tá sofrendo e vai sofrer mais. População vai sofrer mais. As medidas que devem ser tomadas para Lívio são no enfrentamento da epidemia e para apoiar a Prefeitura que conforme o vereador tem se mostrado eficaz.

O médico oftalmologista, casado, pai de três filhos, foi o quinto vereador mais bem votado de Campo Grande em 2016, com 4.518 votos. Como suplente, havia assumido vaga na Câmara Municipal em 2015. Foi secretário estadual adjunto de saúde e representa o Projeto Coletivo.

VEJA O VÍDEO