29 de maio de 2024
Campo Grande 11ºC

ELEIÇÕES 2022

Operação Eleições: homens são presos com R$ 3 milhões em espécie

Responderão pelo crime de possível 'caixa dois'

A- A+

A Polícia Federal (PF) prendeu em flagrante dois parentes de um político acreano que estavam sacando R$ 3 milhões em espécie na 6ª.feira (21.out.22), numa Agência Bancária no Bairro Praça 14, Zona Centro-Sul do Amazonas (MA). 

Segundo a PF, os homens estavam usando um "carro forte" para tirar a grande quantia do local. A dupla não soube explicar a origem do montante.  

Quantia estava fracionadas em envelopes. Foto: PF | MAQuantia estava fracionadas em envelopes. Foto: PF | MA

A PF não divulgou os nomes dos acusados, que responderão pelo crime de possível “caixa dois”, fundamentado no artigo 350 do Código Eleitoral, com pena de até cinco anos de prisão e multa. 

O caso foi descoberto no âmbito da Operação Eleições 2022.

Segundo o artigo usado para fundamentar a decisão, a pena se dá em caso de omissão, em documento público ou particular, da declaração que dele devia constar, ou então inserir uma falsa ou diversa da que devia ser escrita, para fins eleitorais. Se o documento for particular, a pena é de até três anos. Se for público, a pena pode chegar a cinco anos.

Foi apreendido por policiais federias, além do dinheiro, dois celulares e um carro de luxo.

NA CAPITAL

No Aeroporto Eduardo Gomes/Manaus, em  25 de outubro, a PF abordou e prendeu servidor público comissionado, que estava com R$ 5 mil em espécie, trocados em notas pequenas, sem justificativa de origem. Ele viajava para interior do Amazonas. O indivíduo foi encaminhado à Superintendência da PF para prestar esclarecimentos.

No mesmo dia 25, a equipe de fiscalização do Porto de Manaus abordou advogado em fiscalização de rotina. Ele encontrava-se com o valor aproximado de R$ 33 mil em espécie, em cédulas de pequeno valor. O homem também foi encaminhado à Superintendência da PF para prestar esclarecimentos.

Na manhã da 4ª.feira (26.out), a PF interceptou uma aeronave que partiria do Aeroclube do Amazonas, localizado na capital do estado, para um município do interior. Durante a ação, policiais federais localizaram mais de R$ 19 mil em espécie no interior de uma caixa de papelão lacrada. O malote de dinheiro estava sob posse de empresário, que foi encaminhado à PF para prestar declarações. A caixa que continha o dinheiro estava identificada com o nome da empresa.

Vale ressaltar que todos os crimes descritos acima estão elencados no artigo 350 do Código Eleitoral, sob pena de reclusão de até 5 anos e multa.

NO INTERIOR DE MANAUS

No dia 24 de outubro, durante vistoria no checkout do Aeroporto de Tabatinga/AM, foram apreendidos, com homem suspeito, santinhos eleitorais de candidato a Governador do Estado, bem como dinheiro em espécie, no total de R$ 24.7 mil, fracionados em maços na roupa que vestia.

Os santinhos estavam dentro da mala pertencente ao dono do dinheiro. O homem foi preso em flagrante e encaminhado à Delegacia da Policia Federal em Tabatinga, onde continuará a investigação sobre a origem do dinheiro. Ele responderá por crime eleitoral elencado no artigo 299 e 350 do Código Eleitoral, sob pena de reclusão e multa.