03 de agosto de 2021
Campo Grande 30º 14º

Mário César destaca tentativa de Delcídio em ajudar Bernal

A- A+

O presidente da Câmara Municipal, vereador Mário César (PMDB), comentou, na posse dos vereadores suplentes, Magali Picarelli (PMDB) e  Loester Nunes de Oliveira (PMDB),o apoio que o senador petista Delcídio do Amaral teria dado ao ex-prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal, durante o período em que era tentado restabelecer conversas entre o executivo e o legislativo municipal.

Para Mário César, a cassação de Bernal não fez com que o senador saísse derrotado, pois Delcídio teria feito uma opção e como senador ele tinha responsabilidades. Mário acredita que o senador tentou salvar a Capital, porém, em vão. “Não sei como Delcídio não conseguiu persuadir o Bernal”, afirma o presidente.

De acordo com o parlamentar, desde o início do mandato de Bernal, o PMDB, que hoje é a maior bancada dentro da Casa de Leis, com seis vereadores, tinha conhecimento da causa e da incoerência do que estava acontecendo. Ainda conforme explica o parlamentar, em mais de um ano nada aconteceu em Campo Grande e quando houve o processo de cassação, a população começou a reconhecer o que realmente estava acontecendo.

Ainda para o vereador, partidos como PMDB, PT do B, DEM e PSD entenderam que uma providência deveria ser tomada e que as coisas deveriam ser mudadas para Campo Grande começar a andar.

Mário César acredita que Bernal poderia ter feito uma ótima gestão, e que se isso acontecesse seria uma gestão avaliada positivamente, porém não foi o que ocorreu. “O prefeito eleito podia ter feito uma gestão boa, com um diferencial positivo, porém, o diferencial foi negativo”.

Para o vereador, o atual prefeito de Campo Grande, Gilmar Olarte (PP), deverá correr contra o tempo. “Ele deverá fazer um trabalho rápido, sem pensar”, insinuando  que somente dessa forma que Campo Grande retornará ao normal após o tempo que ficou parada.

Tayná Biazus